CASA DO BENFICA SEIXAL»» Entrevista ao presidente reeleito - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

quarta-feira, 29 de julho de 2020

CASA DO BENFICA SEIXAL»» Entrevista ao presidente reeleito

Pool Português poderá ser também uma novidade… 

 

FUTSAL DE FORMAÇÃO E VETERANOS SÃO AS GRANDES APOSTAS PARA O NOVO MANDATO

 

Paulo Lopes surpreendeu também quando confidenciou que este iria ser o seu último mandato e que o seu sucessor já está referenciado

 

 


A Casa do Benfica no Seixal elegeu recentemente os corpos sociais para os próximos três anos. Entre os eleitos há muitas caras novas mas na presidência continua Paulo Lopes que entra assim no seu segundo mandato como presidente, depois de ter exercido também, anteriormente, o cargo de vice-presidente.

 

Com o objectivo de dar a conhecer os objectivos da direcção para o próximo triénio, o nosso jornal entrevistou o presidente reeleito que nos surpreendeu quando confessou que este iria ser o seu último mandato.

 

Está satisfeito por continuar a merecer a confiança dos sócios que o voltaram a eleger como presidente?

Posso dizer que estou satisfeito por um lado mas insatisfeito por outro. Satisfeito por ter sido reeleito e insatisfeito por não ter tido oposição porque os associados não apresentaram mais nenhuma lista para confrontar as minhas ideias.  

 

A direcção agora reeleita integra muita gente nova?

Sim, podemos dizer que grande parte da estrutura mudou. Da anterior direcção apenas me acompanharam o Ricardo Alves e o Daniel Pardal. Para a direcção entraram dois elementos bastante conhecidos no concelho, o Aniceto Correia (a nível político) e o José Santos, que vem da Associação de Reformados do Fogueteiro. Para além destes, entraram mais alguns elementos que serão por certo mais-valias, sendo um deles o Leontino Lampreia que é nosso atleta. O Conselho Fiscal não sofreu qualquer alteração, continua a ser presidido por Bernardo Rodrigues. Mas para a Assembleia Geral entrou para presidente um novo elemento, o Heitor, que tem uma vasta experiência como dirigente da Casa do Benfica de Cinfães. Por questões pessoais da sua própria vida vai ter que se deslocar com frequência ao nosso concelho e eu convidei-o para desempenhar aquelas funções.

 


Quais são então os objectivos para este novo mandato?

Em primeiro lugar, consolidar o que já existe. E, a este propósito, é com satisfação que anunciamos já a partir de Setembro, o futsal de formação. Era uma coisa que estava pensada há algum tempo mas só agora foi possível colocar em prática porque temos finalmente espaço em pavilhão, na Escola António Augusto Louro. Vamos começar com os petizes, traquinas e benjamins. Os pais já podem começar a inscrever os seus filhos.    

 

 

 

E quem vai ser o responsável pelo projecto?

Este é um projecto da direcção da Casa do Benfica que um director da modalidade, o Luís Friaças mas há outra pessoa que vai ficar responsável por esta secção, o Paulo Santos que é muito profissional naquilo que faz e ao mesmo tempo um grande benfiquista. É um projecto à Benfica, estamos cá para ganhar. O feedback é muito positivo e já temos algumas crianças que querem trabalhar connosco. Já agora aproveito para dizer que se destina a rapazes e raparigas, o importante é que sejam do Benfica e gostem de futsal. A ideia é que estas crianças cresçam connosco e que fiquem com a identidade da nossa casa.

 

Já que falámos em futsal, esta época há muitas equipas a quererem entrar no campeonato da AF Setúbal. Pelos vistos, não é o vosso caso?  

De momento, não, mas poderá acontecer na próxima época. Temos alguém com uma perspectiva de futuro, que poderá contribuir para isso. Essa pessoa, irá ser o próximo presidente desta casa, porque este é o meu último mandato, sendo jovem tem sangue na guelra e creio ser a pessoa indicada para dar continuidade ao projecto. Não terei qualquer problema em trabalhar com ele numa futura direcção mas entendo que deve ser ele o próximo presidente desta Casa do Benfica.

 


Quais as razões que o levam a manifestar a intenção de deixar a presidência? 

Entendo que chegou a hora de dar mais tempo a família. Este é um cargo que traz muita saturação pessoal e familiar e às vezes não somos muito bem compreendidos.

 

E quanto a outras modalidades, o que se pode saber?

Para além da formação no futsal, vamos ter também a equipa sénior e temos agora o projecto de veteranos que está muito bem entregue ao Sérgio Vieira. O atletismo continua sob a responsabilidade do Ricardo Alves e muito proximamente pensamos ter uma nova modalidade o Pool Português, precisamente no local onde estamos a falar (Paivas), será aqui a Casa do Benfica em termos de Pool Português.

 

Para finalizar há algo mais que queira salientar?

Dizer apenas que quero concluir este mandato para sair pela porta grande e com a consciência tranquila em saber que fiz o melhor pelos benfiquistas do concelho. Alguns poderão dizer que não mas eu penso que sim. Veremos o que o futuro nos reserva.


 


Post Bottom Ad

Responsive Ads Here