CAMPEONATO DE PORTUGAL»» Oriental Dragon 1 Desportivo Fabril 1 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

domingo, 7 de fevereiro de 2021

CAMPEONATO DE PORTUGAL»» Oriental Dragon 1 Desportivo Fabril 1

 

 

Fabril fala em roubo de igreja…

 

 

DESPORTIVO FABRIL ACREDITOU E FOI COMPENSADO MESMO NO FIM 

 

 


Oriental Dragon e Desportivo Fabril repartiram os pontos no confronto realizado no Juncal Desportos, que era aguardado com muita expectativa devido ao facto da equipa da casa ter estado parada duas semanas e dos visitantes terem vindo ultimamente a melhorarem de forma significativa a sua prestação.


Na primeira parte o jogo decorreu de forma interessante com ambas as equipas a repartirem as ocasiões de golo, sendo salientar um lance ocorrido mesmo à beirado intervalo em que Canina fugiu pela esquerda e meteu na área onde apareceu Miranda a cair quando preparava o remate. Os jogadores do Fabril pediram penalti mas o árbitro considerou simulação e mostrou-lhe o cartão amarelo.



Na segunda parte o Oriental Dragon surgiu mas forte, Martim Águas desperdiçou uma boa oportunidade e pouco depois surgiu o penalti (68’) que deixou muitas dúvidas, cobrado por Nii Plange, que abriu o activo.


O Fabril reagiu, arriscou tudo e acabou por ser compensado com o golo do empate que aconteceu já na compensação (90+2') por Avito Nhaga, na sequência de um lance de bola parada.  


Na próxima jornada o Oriental Dragon desloca-se aos Açores para defrontar no sábado, dia 13 às 11 horas, o Rabo de Peixe e o Desportivo Fabril recebe o B SAD “B”, no estádio Alfredo da Silva, no dia 16 de Fevereiro, às 15 horas.



“Foi  um roubo de igreja, um assalto à mão armada”


 

No final do encontro havia um grande sentido de revolta por parte do Desportivo Fabril conforme adiantou ao nosso jornal o director desportivo David Barata.


“Assistimos a um grande jogo de futebol. Entre duas boas equipas mas onde só uma podia ter vencido: o GD Fabril. Melhor do princípio ao fim, em posse, em transição, com claras ocasiões para marcar. E mesmo depois de estar em desvantagem com um penalti de bradar aos céus - um roubo de igreja, um assalto à mão armada -, ainda tivemos forças para conseguir o menor dos prejuízos que foi o empate. O lance da grande penalidade deveria de ser caso de estudo: o nosso atleta leva com a bola na cara, quase parte um dente e, sem hesitação, o Sr juiz apitou para a marca de penálti. Sem hesitação. Sem consultar um dos colegas, nada. Foi inacreditável aquilo a que assistimos aqui hoje, mas acaba também por dar forças a este grupo incrível e consciente de que tudo fez para sair daqui com os três pontos. Resta-nos continuar a trabalhar forte e com a humildade de sempre e controlar aquilo que vamos conseguindo controlar”.

 

 

  

 

FICHA DO JOGO

 

 

Jogo no Juncal Desportos, na Moita

ÁRBITRO: David Salvador (Setúbal)

 



ORIENTAL DRAGON: Júnior Alves; João Guilherme (Gonçalo Silva, 66’), Sandro Costa, Diogo Branco, João Pinto; Marlon, Adilson, Martim Águas (Brash, 82’); Nico (Herman, 82’), David Calderón (Erik Mendes, 66’) e Nii Plange (Lamine Bá, 90’),

 

Treinador: Luís Manuel

 

 

 

FABRIL: João Marreiros; Nuno Longo, Emerson (Avito Nhaga, 90’), Rony, Ju; Reginaldo, Nuno Sá (André Pimenta, 66’), Diogo Palma (Wilson Garcia, 66’); Miranda (João Araújo, 81’), Canina (Leandro, 81’) e Ivan Reis.

Treinador: João Nuno

 

  

Ao intervalo: 0-0

 


Marcadores: 1-0, Nii Plange (68’) gp; 1-1, Avito Nhaga (90+2’)

  

Disciplina: cartão amarelo para João Guilherme (15’), Diogo Branco (28’), Sandro Costa (29’), Nuno Sá (36’), Miranda (45+3’), Nico (63’), Emerson (67’), Erik Mendes (71’).  

loading...

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here