CAMPEONATO DE PORTUGAL»» Pinhalnovense recebe Vitória de Setúbal - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

CAMPEONATO DE PORTUGAL»» Pinhalnovense recebe Vitória de Setúbal

 

 

Domingo há clássico no Campo Santos Jorge…



“CONTRA O VITÓRIA VAMOS OLHAR DA MESMA FORMA COMO OLHAMOS PARA OUTRA EQUIPA QUALQUER”

 


Ricardo Estrelado diz que vai ser um jogo difícil para as duas equipas e adianta que o Pinhalnovense vai jogar para ganhar

 

 


A 17.ª jornada do Campeonato de Portugal, à semelhança do que tem acontecido com grande parte das anteriores, não se vai realizar na íntegra porque volta a ter jogos adiados devido à pandemia de covid-19. 
  


Na Série G, onde participam três equipas da região, apenas uma vai estar em competição, o Oriental Dragon. As outras duas, Olímpico do Montijo e Desportivo Fabril, que se deveriam defrontar no Campo da Liberdade, não jogam porque o vírus voltou a atacar no Montijo obrigando à suspensão da actividade desportiva até ao dia 24 de Fevereiro porque todo o grupo de trabalho está em período de confinamento.


Por esta razão, o jogo da jornada anterior com o Sporting foi adiado para o dia 3 de Março, estando ainda por definir as datas para o clássico com o Fabril, bem como a deslocação ao campo do Oriental Dragon agendada para o dia que termina a quarentena e muito provavelmente o jogo com o Rabo de Peixe, marcado para o dia 28, por falta de preparação da equipa.


Na Série H, a única alteração diz respeito ao Amora que só joga na segunda-feira com o Moura.



 

Líder da Série G joga na Moita


Assim sendo, na Série G o destaque vai para a recepção do Oriental Dragon ao Estrela da Amadora, no Juncal Desportos, na Moita, sábado, às 15 horas.


Será com toda a certeza o jogo mais importante da jornada porque em confronto vão estar duas das melhores equipas da série, com o terceiro classificado a receber o líder do grupo.


O Oriental Dragon apresenta-se nesta partida altamente motivado pela excelente vitória alcançada na jornada anterior nos Açores sobre o Rabo de Peixe enquanto o Estrela da Amadora não foi além de um empate no desafio disputado também nos Açores com o Praiense, mas isso vale o que vale porque os resultados obtidos por um e outro, em casa e fora dela, são bem diferentes.


A equipa da Amadora, que lidera a competição sem derrotas, na condição de visitante tem três vitórias e quatro empates nos sete jogos realizados até ao momento e o Oriental Dragon, também com sete jogos realizados em casa, tem duas vitórias, três empates e duas derrotas.    


Conseguirá o Oriental Dragon impor a primeira derrota ao líder, que se apresenta como um dos mais fortes candidatos à subida de divisão. É aqui que reside o grande interesse do encontro.



 

Expectativa em Pinhal Novo




O Pinhalnovense, que no regresso à competição venceu na passada quarta-feira o Moura, por 2-1, vai receber o Vitória Futebol Clube no Campo Santos Jorge, no domingo à hora do almoço, 12h 45m, com transmissão televisiva no Canal 11.


Trata-se de um clássico da região, entre dois clubes vizinhos, facto que faz sempre aumentar as expectativas independentemente da competição e da posição de ambos em termos de tabela classificativa. Será um jogo em que tanto um como o outro vai querer ganhar, o Vitória para não perder espaço em relação ao segundo classificado e o Pinhalnovense que precisa de pontuar para se afastar da zona perigosa.


Ricardo Estrelado, treinador da equipa de Pinhal Novo é da opinião que “vai ser um jogo difícil para as duas equipas. Para nós porque o Vitória FC está em primeiro lugar e ainda não perdeu qualquer jogo e para eles porque vêm jogar ao nosso campo que tem piso sintético e eles estão mais habituados a jogar em relva natural. E, depois, como se trata de um jogo entre equipas vizinhas acaba sempre por trazer algum entusiasmo entre os jogadores porque toda a gente quer jogar para se mostrar”.


O técnico do Pinhalnovense reconhece qualidade no adversário mas garante que a sua equipa vai jogar para ganhar.


“A vitória sobre o Moura foi muito importante para nós porque vínhamos de duas derrotas injustas sofridas em Évora e Olhão e estivemos fechados 14 dias em casa, onde foi feito apenas trabalho físico. Chegar aqui e ganhar a uma equipa que ia esgotar o último cartucho, foi muito bom, a equipa saiu valorizada. Contra o Vitória vamos olhar da mesma forma como olhamos para outra equipa qualquer. Sabemos o poderio que tem mas vamos jogar para ganhar”.

loading...

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here