CAMPEONATO DE PORTUGAL»» Pinhalnovense 2 Moura 1 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

CAMPEONATO DE PORTUGAL»» Pinhalnovense 2 Moura 1

 


 

Árbitro lesionou-se e teve que ser substituído…

 


PINHALNOVENSE REGRESSA À COMPETIÇÃO COM VITÓRIA SOBRE O MOURA

 


O jogo, que esteve interrompido 27 minutos, ficou marcado pela lesão do árbitro principal que teve de ser substituído por um dos seus auxiliares. O setubalense João Bernardo foi chamado de urgência para integrar a equipa.

 

 

 


O Pinhalnovense venceu o Moura por 2-1 em jogo relativo à 11.ª jornada da Série H do Campeonato de Portugal, que se encontrava em atraso.

 


 A vitória assenta bem à equipa de Pinhal Novo mas não foi nada fácil de conseguir devido à excelente réplica da equipa alentejana que continua na posse da lanterna vermelha enquanto a formação orientada por Ricardo Estrelado, que tem três jogos em atraso, saiu da zona de despromoção. 


 

Nesta partida defrontavam-se duas equipas que necessitavam de ganhar para melhorarem as suas posições na tabela classificativa.



 

A jogar em casa, o Pinhalnovense entrou bem e ganhou dois pontapés de canto nos instantes iniciais mas a predisposição ofensiva durou pouco tempo porque a equipa alentejana rapidamente equilibrou.


 

A primeira situação de perigo foi criada pelo Pinhalnovense com Simo Mbhele a cabecear ao lado, após cruzamento efectuado do lado esquerdo do seu ataque. O Moura respondeu por Enock que rematou forte mas ao lado e aos 24 minutos surgiu o golo inaugural marcado por Simo Mbhele que aproveitou da melhor forma um erro de Lucas Santos que quis sair a jogar mas perdeu a bola para o seu adversário que, só com o guarda-redes pela frente, atirou a contar.


 

Passado pouco tempo aconteceu a lesão do árbitro Bruno Vieira, com um problema muscular. Assistido pelo massagista da equipa da casa foi-lhe colocada uma coxa elástica e aplicado gelo, mas, apesar disso, não estava em condições e foi necessário recorrer a outro árbitro. Como o jogo era à porta fechada, por acordo entre os clubes foi contactado outro árbitro (João Bernardo) que se disponibilizou. André Dias que era o assistente n.º 1 assumiu o comando da partida e João Bernardo foi desempenhar as funções de assistente n.º 2. Isto levou que o jogo estivesse interrompido 27 minutos.


 

Com André Dias no comando a partida foi-se desenrolando e até ao intervalo tudo continuou na mesmo no que respeita ao resultado.



Na segunda parte a equipa alentejana entrou da melhor maneira e logo no primeiro minuto chegou ao empate por Rodrigo Bastos na cobrança exemplar de um livre directo. Mas, a resposta do Pinhalnovense foi imediata e no minuto seguinte, numa altura em que os alentejanos ainda estavam a saborear o golo, Pedro Paz colocou de novo a equipa de Pinhal Novo na frente do marcador, aproveitando um descuido de Ricardo Machado.


 

O Moura acusou pela negativa o golo e andou um pouco à deriva mas depois recompôs-se e deu tudo o que tinha na procura do empate mas o Pinhalnovense serrou fileiras e conseguiu segurar a preciosa vantagem que garantiu o regresso às vitórias, depois de duas derrotas seguidas sofridas em Évora e Olhão.


 

Este foi também o regresso da equipa à competição após ter sido obrigada a parar devido aos casos positivos de covid-19 detectados no plantel. Com poucos dias de trabalho este foi um resultado extremamente moralizador para o grupo de trabalho comandado por Ricardo Estrelado que no próximo domingo recebe no Campo Santos Jorge, o Vitória Futebol Clube, líder da série, às 12 horas e 45 minutos.


 

 

FICHA DO JOGO

 

Jogo no Campo Santos Jorge, em Pinhal Novo

ÁRBITRO: Bruno Vieira (Lisboa)

 



PINHALNOVENSE: Pardana; Luís Lucas, Marco Gomes, Bruno Jesus, Celso Raposo; Pedro Carneiro, Pendão (Rodrigo Coutinho, 80’), Bandeira (Flávio Patermeu, 61’); Scara (Shinga, 73’), Pedro Paz (Matheus Xavier, 80’) e João Domingues (Miguel Pires, 61’).

 

Treinador: Ricardo Estrelado

 

 MOURA: Gonçalo Machado; Ricardo Machado (Bruno Gomes, 80’), Gabriel Branco, Lucas Santos, Moacir (Julinho, 55’); Tó Miguel, Enock, Amoah; Pedro Dinis, (Karamoko, 55’), Rodrigo Bastos e Ibraime Baldé (Tiago Nascimento, 73’)

 

 Treinador: Bruno Ribeiro

 

 

  

Ao intervalo: 1-0

 

 

Marcador: 1-0, Scara (24’); 1-1, Rodrigo Bastos (46’); 2-1, Pedro Paz (47’)

 

 

Disciplina: cartão amarelo para Bandeira (20’), Luís Lucas (27’), Bruno Jesus (90+5’).

loading...

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here