UNIÃO BANHEIRENSE»» A época desportiva tem sido um caos - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

UNIÃO BANHEIRENSE»» A época desportiva tem sido um caos

 

 

Presidente Helena Mira analisa momento actual do clube…

 

“A QUESTÃO FINANCEIRA EXISTE MAS O PROBLEMA VAI MUITO PARA ALÉM DISSO”

 

 


Os clubes da região, todos sem excepção, encontram-se a atravessar momentos bastante complicados devido à pandemia de covid-19 que obrigou à suspensão das suas actividades e a União Desportiva e Recreativa Banheirense não foge à regra.

 

Helena Mira, presidente da direcção, em entrevista ao nosso jornal considera que o problema que está a afectar o clube vai muito para além da questão financeira porque o clube não vive para obter lucro mas sim para a comunidade.


 

A dirigente associativa realça a importante ajuda das autarquias, coloca em dúvida a continuidade das competições desportivas, considera saudável e democrático a existência de duas listas concorrentes às eleições para a AF Setúbal e lamenta que o Estado se tenha esquecido dos clubes neste momento difícil.


    

“Os problemas são muitos. Existe como é óbvio o problema financeiro, mas vai muito para além disso. O desporto, a cultura e o recreio estão parados; os nossos associados estão inibidos de ir à sede e para muitos deles, em particular os menos jovens o seu dia era passado no clube, o isolamento é para alguns deles a solidão. É um problema grave. A nossa essência encontra-se muito debilitada. Não vivemos para os lucros, vivemos para a comunidade”, começa por referir Helena Mira que considera não ter sido fácil viver com esta situação.


 

“Tem sido muito difícil. O medo, a ansiedade e as incertezas para o futuro, leva-nos a questionar todos os dias o que poderá acontecer com o movimento associativo, que está sem qualquer tipo de receitas. Claramente que a maior ajuda tem vindo das nossas autarquias que no concelho da Moita não nos deixaram para trás. O movimento associativo é quem tem promovido ao longo dos anos o desporto, a cultura e o recreio e felizmente não foi esquecido pelas autarquias. Naturalmente que os nossos associados e patrocinadores também têm tido um papel importante”, realçou a presidente do clube que se encontra neste momento em segundo lugar no Campeonato Distrital da 2.ª Divisão.  

 

“A época desportiva tem sido um caos. Casos covid, adiamento de jogos e paragens longas no campeonato. Com isto não atiro responsabilidades a ninguém. Nós também fizemos parte daqueles que quiserem entrar na competição, talvez tudo tenha sido prematuro. Da maneira que isto está, já ponho em causa se terá continuidade”, referiu.


 


Relativamente às eleições para a Associação de Futebol de Setúbal, que vão ser disputadas por duas listas, Helena Mira diz que é democrático e saudável. “Parece-me bem que haja duas listas. Ambas as listas me parecem motivadas e ambas têm pessoas que reconheço terem capacidade para gerir os destinos da AF Setúbal”.


 

E, a terminar “gostava de salientar o facto de que a maioria dos clubes formam atletas, mesmo com poucas condições, fazendo o papel do Estado, e bem; mas, numa altura tão critica e frágil, fomos esquecidos. Gostava que todas as Associações / Federações onde somos filiados tomassem uma posição sobre o assunto”.


loading...

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here