LIGA REVELAÇÃO»» Benfica 2 Rio Ave 2 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

29 de fevereiro de 2020

LIGA REVELAÇÃO»» Benfica 2 Rio Ave 2

Guarda-redes do Rio Ave segurou o empate…
INCERTEZA QUANTO AO DESFECHO FINAL PRENDEU O PÚBLICO ATÉ AO FIM

Benfica e Rio Ave, os dois primeiros classificados da Liga Revelação, proporcionaram um bom espectáculo de futebol porque se entregaram de corpo e alma ao jogo que foi disputado de forma renhida e emotiva até ao fim.
A primeira situação de perigo foi criada pelo Benfica aos três minutos quando Luís Lopes numa recuperação de bola no meio campo adversário levou a melhor sobre Luca, se isolou e só com o guarda-redes pela frente, atirou rente ao poste.
As águias praticavam um futebol mais ofensivo e tinham mais bola mas os vilacondenses,  que respondiam bem nas transições, acabaram por ser os primeiros a marcar por Bruninho (19’) que bateu Leo Kokubo com um remate cruzado.
O Benfica reagiu bem e deu a volta ao marcador ainda na primeira metade do encontro com golos de Samuel Pedro (34’) e Jair Tavares (38’).
Na segunda parte o Rio Ave entrou mais forte e logo nos primeiros minutos colocou em perigo a baliza benfiquista num livre lateral (50’) e depois num remate de longe de Vitó (54’), que saiu ao lado. O jogo estava equilibrado mas o Rio Ave numa subida até à grande área contrária fez o empate, com Bruninho a bisar (73’).
Insatisfeito com o resultado, o Benfica aventurou-se mais no ataque e aos 82 minutos só não se colocou em vantagem porque Carlos Alves, com uma defesa espectacular, evitou que Luís Lopes marcasse na cobrança de um livre. Seguiram-se quatro cantos consecutivos de novo com guardião do Rio Ave em destaque e o jogo terminou empatado.
 
TREINADORES:
Luís Castro (Benfica): “Fizemos tudo para vencer, estivemos na frente do marcador e mesmo depois do empate voltámos a ter boas oportunidades para marcar mas o guarda-redes adversário não permitiu, porque fez três ou quatro grandes defesas”.

Pedro Cunha (Rio Ave): “As duas equipas jogaram de olhos nos olhos a procurarem sempre o golo mas na parte final o jogo ficou um pouco anárquico porque entrou em transições. Qualquer equipa podia ter chegado à vitória, mas o empate ajusta-se.
 
FICHA DO JOGO

Jogo no Benfica Campus, no Seixal
ÁRBITRO: Miguel Nogueira (Lisboa), auxiliado por Ricardo Luz e Daniel Santos

BENFICA: Leo Kokubo; Fábio Batista (Tomás Domingos, 45’), Miguel Nóbrega, Gonçalo Loureiro, Frimpong; Diogo Capitão, Henrique Jocu (Ronaldo Camará, 58’), Diogo Mendes; Samuel Pedro (David Barrero, 71’), Jair Tavares e Luís Lopes
Treinador: Luís Castro

RIO AVE: Carlos Alves; Costinha, Luca, Bianchi (Gabi 45’), Nuno Namora; Nuno Silva (Daniel Paulo, 63’), Bruninho, Ruben Gonçalves (João Pedro, 80’); Barbosa (Schutte, 45’), Vitó e Diogo Teixeira.
Treinador: Pedro Cunha

Ao intervalo: 2-1
Marcadores: 0-1, Bruninho (19’); 1-1, Samuel Pedro (34’); 2-1, Jair Tavares (38’); 2-2 Bruninho (73’); 
Disciplina: Amarelo para Bruninho (30’), Fábio Batista (33’), Luca (40’), Nuno Silva (64’), Luís Castro, treinador do Benfica, 75’), Nuno Namora (90+3’).

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here