FUTEBOL FEMININO»» Campeonato Nacional da 2.ª Divisão - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

24 de fevereiro de 2020

FUTEBOL FEMININO»» Campeonato Nacional da 2.ª Divisão

Sorteio da 2.ª fase realiza-se esta quarta-feira, às 11 horas…

AMORA VENCE JOGO DECISIVO E TERMINA EM PRIMEIRO LUGAR

Gil Vicente, Vilaverdense, Famalicão, Romariz, Boavista, Grijó, Fiães, Lusitano de Vildemoinhos, Clube Condeixa, Seia, Torreense, Sporting “B”, Atlético, Damaiense, Amora e Paio Pires, são as equipas que vão lutar pelo título e pela subida de divisão.

Terminou no passado fim-de-semana a primeira fase do Campeonato Nacional de Futebol Feminino da 2.ª Divisão ficando assim definido o lote de equipas que vão disputar o acesso à Liga BPI.

As 16 equipas apuradas vão ser agora divididas em dois grupos de oito que disputarão um campeonato por pontos a duas voltas para apurar o vencedor de cada um que sobem automaticamente de divisão e jogam a final para decidir quem vai ser o campeão. Convém entretanto esclarecer que, de acordo com o que está regulamentado, se um dos vencedores for o Sporting “B” subirá de divisão o clube que se classificar imediatamente a seguir, na respectiva série.

O sorteio realiza-se esta quarta-feira, às 11 horas, no auditória n.º 2 da Cidade do Futebol, na sede da Federação Portuguesa de Futebol.

Gil Vicente, Vilaverdense, Famalicão, Romariz, Boavista, Grijó, Fiães, Lusitano de Vildemoinhos, Clube Condeixa, Seia, Torreense, Sporting “B”, Atlético, Damaiense, Amora e Paio Pires, são as equipas apuradas.
Como já foi referido, duas destas equipas subirão à Liga BPI e as restantes integrarão o Campeonato Nacional da 2.ª Divisão que na próxima época será disputado em novos moldes. As equipas que disputaram a primeira fase e não ficaram apuradas serão integradas no Campeonato Nacional da 3.ª Divisão, que será também novidade na próxima temporada.
Dérbi presenciado por muita gente


À partida para a última jornada estava quase tudo decidido no que respeita ao apuramento mas havia ainda algo a decidir na questão relacionada com os vencedores de série, sendo a Série H um desses exemplos. E, foi essa uma das grandes razões que levou imensa gente ao Campo Vale da Abelha para assistir ao Paio Pires – Amora.

O Paio Pires apresentava-se com mais três pontos que o Amora e porque no jogo da primeira volta realizado no Campo do Serrado, se havia registado uma igualdade, neste jogo quem se apresentava com mais hipóteses era a equipa da casa que necessitava apenas de um empate para conseguir o objectivo enquanto às amorenses apenas a vitória interessava.

O jogo era decisivo e as jogadoras entraram dispostas a dar o seu melhor, houve muito luta, muita entrega e muita aplicação, mas no final quem fez a festa foi o Amora porque venceu por 2-1, com golos marcados por Iva Vieira, mesmo ao cair do pano para o intervalo (45’) e Carla Cardoso, aos 79 minutos. O golo do Paio Pires foi marcado de penalti, já em período de compensação (90+4’), por Keisy Davitte, que nesta fase foi a melhor marcadora do campeonato com 44 golos marcados, contra 41 de Mafalda Marujo (Amora) e 40 de Cristina Ferreira (Famalicão).


Sob arbitragem de Tatiana Martins (Setúbal), as equipas alinharam da seguinte forma:

PAIO PIRES: Maike Weber; Daiana Farias, Carol Pretona, Aryane, Ana Correia; Elena Santos (Laura Ferraz, 76’), Maria Carracha, Thays Ferrer Carolina Rosa, 81’); Rafa Sudré, Keysi Davitte e Karla Torres.
Treinador: Faisal Abdobakar 
   
AMORA: Daniela Borges; Carla Silva, Sofia Nunes, Carolina Ribeiro, Andreia da Veiga; Nadine Cordeiro, Carla Cardoso (Madalena Louro, 89’), Iva Vieira (Beatriz Tristão, 71’); Márcia Duarte, Liliana Venegas (Priscila Campota, 82’) e Mafalda Marujo.
Treinador: Ademar Colaço

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here