1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» CHARNECA DE CAPARICA 1 BEIRA MAR 0 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

domingo, 7 de dezembro de 2014

1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» CHARNECA DE CAPARICA 1 BEIRA MAR 0

Vitória foi dedicada a Fred que só jogou 30 segundos…

CHARNECA DE CAPARICA OBTÉM PRIMEIRA VITÓRIA NO CAMPEONATO

O Charneca de Caparica obteve a sua primeira vitória no campeonato e passou a lanterna vermelha para as mãos do seu adversário [Beira Mar de Almada] que passou agora para a última posição.

Davidson, aos 30 minutos, foi o autor do golo que deu a vitória aos pupilos de Élio santos num jogo que ficou marcado pela lesão de Fred que jogou apenas 30 segundos em virtude de se ter lesionado gravemente numa das mãos com suspeita de fractura exposta em dois dedos.

Para além do golo marcado, o Charneca de Caparica dispôs ainda de uma outra ocasião soberana para marcar, aos 57 minutos, com Santiago a desperdiçar a cobrança de uma grande penalidade atirando para fora.

O Beira Mar de Almada fez tudo para sair com um resultado positivo mas a equipa continua a revelar uma falta de eficácia tremenda que se acaba por se reflectir nos desfechos finais. Tem sido assim noutros jogos e voltou a acontecer desta vez na Charneca de Caparica. Este está a ser o grande problema da equipa que João Luís gostaria de ver resolvido quanto antes por forma a poder melhorar o seu o seu registo tanto em matéria de golos como em termos pontuais.

Para além dos factos já referidos há também a salientar alguma agitação na parte final do encontro entre vários intervenientes na partida contando-se entre eles o técnico do Beira Mar de Almada, João Luís, que aproveitou as páginas do nosso jornal para apresentar o seu pedido de desculpas pelo acto irreflectido que teve.

Na próxima jornada o Charneca de Caparica desloca-se a Santiago do Cacém para defrontar o União e o Beira Mar de Almada recebe o Arrentela, em Cacilhas.


A OPINIÃO DOS TREINADORES

ÉLIO SANTOS, treinador do Charneca de Caparica:

“Queremos dedicar esta vitória ao Fred que só teve oportunidade de jogar 30 segundos”

“Na primeira parte estivemos bem, tivemos oportunidades e marcámos. Tivemos também outros lances perigosos mas a defesa do Beira Mar a jogar sempre muito concentrada não deixou que voltássemos a marcar. Senti que a equipa se apresentou com uma grande atitude. Na segunda parte o jogo começou mais dividido e parecia que o Beira Mar queria vir para cima de nós à procura do empate mas aos 57 minutos tivemos uma excelente oportunidade para aumentar a vantagem num penalti que seria desperdiçado pelo Santiago. O Beira Mar procedeu a uma alteração táctica, nós baixámos um pouco as linhas e o Beira Mar a partir de então passou a ser mais equipa, teve muito mais posse de bola e criou duas ou três oportunidades para marcar, embora em lances de bola corrida não tivessem conseguido entrar no nosso reduto defensivo, ao contrário dos lances de bola parada. Nós acabámos por ter uma atitude competitiva muito forte, muito boa e fomos defensivamente uma equipa muito equilibrada e acabámos por ganhar. O Beira Mar esteve cerca de meia hora por cima no jogo porque nós aumentámos muito a ansiedade sobretudo a partir da altura em que falhámos o penalti e acabámos por não ter um discernimento tão grande como havíamos tido na primeira parte, mas isso faz parte do jogo. Queremos dedicar esta vitória ao Fred que infelizmente hoje só teve oportunidade de jogar 30 segundos pelo facto de se ter lesionado gravemente”.


JOÃO LUÍS, treinador do Beira Mar de Almada:

“Peço desculpa aos jogadores do Charneca com quem tive alguma troca de palavras”

“O Beira Mar entrou bem, controlámos o jogo todo, tivemos mais posse de bola, mais ataques, mais remates, mais cantos, mais livres. Só que eles marcaram um golo e depois defenderam atrás da linha da bola, a fazer saídas rápidas. Na segunda parte foram lá duas vezes e numa delas ganharam um penalti. Ou seja, acima de tudo foram eficazes e com alguma sorte [tal como nós tivemos no lance do penalti que eles falharam] acabaram por ganhar. Nós continuamos a ter a maior pecha do mundo que é criar muitas oportunidades e não marcar. Temos uma percentagem de eficácia baixa e os jogadores começam a evidenciar alguma falta de confiança e passam a bola para o lado em ez de rematar e torna-se complicado quando assim é. Este era um jogo em que ambas as equipas queriam ganhar e nós fizemos tudo para isso mas não conseguimos. O Charneca está de parabéns porque ganhou o jogo e nós vamos ter que continuar a trabalhar e assentar um pouco as ideias porque vamos ter que marcar golos. Queria deixar uma palavra de conforto para o jogador do Charneca que se lesionou e ao mesmo tempo um pedido de desculpas a dois ou três jogadores adversários com os quais tive algumas trocas de palavras. Como líder de um clube não posso estar ao nível dos jogadores e responder da forma como fiz a jogadores da outra equipa. Nunca tinha acontecido uma coisa destas mas hoje, num acto irreflectido, fiz aquilo que não devia. Mais uma vez aqui fica o meu pedido de desculpas”.


FICHA DO JOGO

Jogo no Campo do Cassapo, na Charneca de Caparica
ÁRBITRO: Pedro Almeida (Núcleo de Almada / Seixal)

CHARNECA DE CAPARICA: Jesus; Pinheiro, André Antunes, Davidson, Rafa; Santiago, Fred (Tiago, 5’), Pedro Santos; Paulo Costa (Cláudio, 85’), Barral (Nuno Anjos, 76’) e Serginho.
TREINADOR: Élio Santos

BEIRA MAR DE ALMADA: Buda; Ricardinho, Gonçalo (Zebra, 45’), Louro, Jonas; Edu, Paulo Pereira (Francisco, 80’), Kanu; Penha, Zé Vitória (Ricardo, 70’) e Dino.
TREINADOR: João Luís

Ao intervalo: 1-0
Marcadores: 1-0, Davidson (30’)


Post Bottom Ad

Responsive Ads Here