2.ª DIVISÃO DISTRITAL»» ALCACERENSE 0 PAIO PIRES 1 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

2.ª DIVISÃO DISTRITAL»» ALCACERENSE 0 PAIO PIRES 1

Alcacerense continua sem ganhar em casa…

Paio Pires conquista mais três pontos com golo solitário de Flávio Costa


O Paio Pires obteve em Alcácer do Sal a sua terceira vitória no campeonato e curiosamente a segunda obtida fora de casa e assim acabou por concluir a primeira volta do campeonato em terceiro lugar a cinco pontos da dupla da frente [Vasco da Gama e Pescadores].

O Alcacerense, que tem obtido bons resultados em terreno alheio, ainda não conseguiu ganhar em casa e como consequência disso, baixou para o sexto lugar da tabela classificativa.

O jogo que foi bem disputado e muito competitivo chegou ao intervalo com o marcador em branco apesar de terem existido algumas situações de golo para ambos os lados.

O golo que deu a vitória ao Paio Pires aconteceu já no decorrer da segunda parte e foi obtido por Flávio Costa, aos 72 minutos. Depois de ter sofrido o golo a equipa de Alcácer do Sal continuou à procura do empate mas este acabou por não surgir porque o Paio Pires soube gerir o tempo até ao final.

Por parte do Alcacerense ficou a noção do bom trabalho realizado e alguma falta de sorte nas três bolas que enviou ao ferro da baliza adversária.

Na próxima jornada o Alcacerense volta a jogar em casa desta vez com o Lagameças e o Paio Pires recebe, no seu Vale d’Abellha, a equipa da Quinta do Conde.



A OPINIÃO DOS TREINADORES:


SANDRO MENDES, treinador do Alcacerense:

“Jogámos mais que o suficiente para vencer”

“Penso que foi um dos jogos mais bem conseguidos em casa pelo Alcacerense, nem sempre bem jogado, mas muito disputado pelas duas equipas que lutaram sempre em busca da vitória. O Alcacerense teve mais ascendente, criou mais oportunidades mas faltou-nos um pouco mais de eficácia no momento da decisão. A primeira parte resume-se a isto, com poucas oportunidades de golo. Na segunda parte entrámos fortes, criámos logo uma oportunidade clara de golo e durante o jogo atirámos três bolas aos postes, tivemos também por duas vezes o nosso ponta-de-lança isolado só com o guarda-redes pela frente. E, depois, num lance aparentemente inofensivo o Paio Pires faz o golo. Ainda tentámos reagir ao golo sofrido mas o adversário com uma equipa mais madura, com mais tranquilidade e com os jogadores a fazerem render o tempo acabou por conseguir a vitória. Jogámos mais que o suficiente para vencer mas infelizmente perdemos. Há que dar os parabéns à equipa que ganhou e continuar o nosso caminho, que é trabalhar”.



CARLOS NEVES, treinador do Paio Pires:

“Foi um jogo equilibrado mas nós tivemos mais iniciativa do jogo”

“Foi um jogo equilibrado mas nós tivemos mais iniciativa do jogo, mais posse de bola e fomos a equipa que na primeira fase de construção mais vezes saiu a jogar. Estivemos sempre juntos, compactos e disciplinados mas a partir de certa altura chegámos à conclusão que quem chegasse primeiro ao golo poderia obter a vitória. O golo aconteceu para o nosso lado e depois foi tentar segurar a vantagem. Em lances de contra-ataque tivéssemos mais uma ou outra oportunidade mas o Alcacerense também as teve sobretudo nas bolas paradas, nos instantes finais. Penso que o resultado é justo pelo trabalho realizado. Fiquei também muito contente pelo facto de não termos sofrido golos que demonstra bem a organização que os jogadores tiveram em campo. Fomos eficazes porque fizemos o golo e estamos muito satisfeitos porque conseguimos terminar a primeira volta do campeonato nos lugares cimeiros da tabela classificativa. A equipa tem vindo a crescer jogo a jogo”.


FICHA DO JOGO

Jogo no Campo Municipal, em Alcácer do Sal
ÁRBITRO: José Palma (Núcleo de Setúbal)

ALCACERENSE: Alex; Bruno, Zé Figueira, Xavier, Mosca; Gregory, Nelson, Carlos; Machado (Dani, 60’), Pato (Bitó, 57’) e Cláudio (Sobral, 64’).
TREINADOR: Sandro Mendes

PAIO PIRES: Damas; Neves, Fernando, Caldeira, Tiago Rosa; Adilson (Rafa, 85’), Nazário, Filipe Pinto, João Vasco (Bruno César, 67); Djá e Nivaldo (Flávio Costa, 55’).
TREINADOR: Carlos Neves

Ao intervalo: 0-0
Marcador: 0-1, Flávio Costa (72’)





Post Bottom Ad

Responsive Ads Here