INATEL»» CASA DO POVO DE CORROIOS 6 "OS AFRICANOS" 0 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

INATEL»» CASA DO POVO DE CORROIOS 6 "OS AFRICANOS" 0

Jogo foi dirigido pelo antigo árbitro internacional de Lisboa, António Marçal

Exibição personalizada traduzida em goleada e subida isolada à liderança do grupo

Em teoria a recepção ao lanterna-vermelha poderia fazer prever uma vitória descansada e sem sobressaltos de maior; mas o futebol é fértil em surpresas, e de facto só o empenho e a atitude de toda a equipa durante todo o jogo, permitiu obter uma gorda vantagem no placard, que proporcionou a subida isolada ao 1.º lugar do Grupo A.

O jogo resume-se aos golos, tal foi o domínio dos visitados, embora nos instantes iniciais os setubalenses tivessem tentado impor o seu futebol directo, com o despejar de cruzamentos para a área contrária.

O golo inicial foi obtido aos 6' por Jailson, que surgindo em posição privilegiada na área contrária, descaído para a direita, com um pontapé seco e colocado, fez abanar as redes pela primeira vez. Aos 13 minutos Rúben Custódio rompeu pela zona central da área visitante e chutou a contar e o 3-0 que se registava ao intervalo foi fixado pelo central Luís Duarte, que após a marcação de um canto e depois de a bola ter embatido no poste, desfez a confusão na pequena-área visitante, rematando para o golo.

Após o descanso os locais não abrandaram, e estiveram sempre por cima no jogo, procurando ampliar o score, tal como lhes havia sido pedido pela equipa técnica; e, assim, aos 50' o lateral direito João Pena, fez um raid espectacular pelo seu flanco direito, e em jogada individual rematou para o 4-0 já sobre a linha final, fazendo um golo de belo efeito. Aos 60', o trinco João Nery imitou o seu colega da defesa, e saindo do círculo central com a bola dominada, foi por ali fora para carimbar o 5-0, dando uma expressão ao marcador adequada á supremacia da equipa. O 6-0 final foi alcançado aos 62' por Fábio Castanheira [que se estreou esta época na equipa da CP.Corroios], numa jogada de insistência na pequena área.

De registar a arbitragem serena e sem quaisquer casos, do antigo árbitro internacional de Lisboa, António Marçal, que com toda a tranquilidade dirigiu o jogo sem qualquer protagonismo, deixando em Corroios uma excelente lição de arbitragem, sendo sempre bem acompanhado pelos seus auxiliares.

Nesta partida a Casa do Povo de Corroios alinhou da seguinte forma: Bruno Infante; João Pena (Bruno Louro, 77'), Luís Duarte, Casimiro (cap) e Artur; João Nery, Sílvio e Rúben Custódio (Hélder Barreiros, 77'); Paulo Barros (Telmo, 47'), Jailson e Rui Pereira (Fábio Castanheira, 47'). Diogo Cabecinha (gr) não foi utilizado.


No outro jogo do grupo, a Juventude Sarilhense foi ao Samouco vencer por 4-1, começando assim a definir-se a selecção de valores no grupo dando a ideia de que os dois apurados para a fase seguinte da prova deverão sair dos três actuais primeiros classificados.


A Casa do Povo de Corroios lidera com 12 pontos, seguido do Curvas e Juv.Sarilhense, ambos com 9 pontos. Em 4,º lugar está o Samouquense com 6 pontos e em 5.º lugar, “Os Africanos” com 0 pontos.

No próximo domingo, 14 de Dezembro, joga-se a 7.ª jornada com os jogos Juv. Sarilhense -Africanos e CP.Corroios - Curvas, que será o "jogo da jornada".

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here