2.ª DIVISÃO DISTRITAL – ARRENTELA 1 U. SANTIAGO 3 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

segunda-feira, 8 de abril de 2013

2.ª DIVISÃO DISTRITAL – ARRENTELA 1 U. SANTIAGO 3

Arrentela não se adaptou ao estilo de jogo do adversário


  O Arrentela perdeu em casa com o U. Santiago por 1-3 e não só viu fugir o seu adversário como também se viu aproximar de forma bastante perigosa o Banheirense que ficou a apenas um ponto de distância.

 A vitória da equipa alentejana foi justa mas aconteceu mais por demérito do Arrentela que por mérito do adversário. Com efeito, a equipa da casa não esteve nos seus melhores dias e acabou por ser penalizada por isso.

A equipa de Santiago do Cacém que actuava quase sempre atrás da linha da bola para tentar surpreender no contra-ataque acabou por conseguir os seus intentos saindo para o intervalo a ganhar por 2-0, aproveitando assim dois erros da equipa visitada na sequência de uma perca de bola e de um lance de bola parada.

 O Arrentela fez um jogo muito abaixo daquilo que é habitual e o U. Santiago que utilizou um esquema totalmente diferente do que havia apresentado nos dois jogos da primeira fase acabou por ser feliz marcando inclusivamente dois golos espectaculares com remates desferidos fora da área ao ângulo superior da baliza de Rolo, sem que este, nada pudesse fazer. O Arrentela não se soube adaptar à forma fechada como o adversário se apresentou e saiu derrotado sem qualquer tipo de contestação por uma equipa que se mostrou mais competente e organizada.

 Na próxima jornada o Arrentela desloca-se à Quinta do Conde no jogo que encerra a primeira volta da segunda fase da competição.


 JOSÉ CARLOS SANTOS, treinador do Arrentela:

 “Fomos penalizados por culpa própria”


  “O Arrentela não conseguiu ser o mesmo da primeira fase onde ganhou em casa por 4-1 e empatou 3-3 em Santiago e acabou por ser penalizado por culpa própria. Mas, é importante que se diga que tudo continua em aberto. Não perdemos o segundo lugar porque o Banheirense também não conseguiu ganhar. Portanto, continuamos na luta pela concretização do objectivo que passa pela subida de divisão. No que respeita à arbitragem, pode dizer-se que foi tecnicamente de qualidade mas com um grau de habilidade muito elevado prejudicando sempre o Arrentela. Quero também aproveitar para expressar todo o meu apoio a esta equipa porque quando ganhou e fez boas exibições nunca se considerou a melhor do mundo assim como agora que não ganhou e a exibição foi menos boa também não se considera a pior”.





 FICHA DO JOGO 

 Jogo no Complexo Desportivo da Boa Hora, em Arrentela
ÁRBITRO: Fernando Quendera (Pinhal Novo)

ARRENTELA: Rolo; Pipoca (Abreu, ao intervalo), Gémio, Migas, Jorge (cap.); Serrinha, Elias (Pinheiro, 70’), Tozé, Ruben (Vilar, ao intervalo), Nascimento e Dutchi.
TREINADOR: José Carlos Santos

Ao intervalo: 0-2
Marcadores: 0-1, aos 22’; 0-2, aos 39’; 1-2, Abreu (65’); 1-3, aos 76’.
Disciplina: cartão amarelo para Gémio, Serrinha, Tozé e Dutchi. Cartão vermelho para Fábio (no banco) e expulsão do treinador José Carlos Santos.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here