3.ª DIVISÃO NACIONAL»» REAL (Massamá) 4 Amora 0 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

domingo, 21 de abril de 2013

3.ª DIVISÃO NACIONAL»» REAL (Massamá) 4 Amora 0

Por indisponibilidade dos dois guarda-redes

 Amora jogou com um defesa-central na baliza

  O Amora perdeu por 4-0, em Massamá, com o Real, um resultado bastante pesado que se começou a desenhar ainda antes do jogo começar devido à impossibilidade de poder utilizar qualquer um dos seus dois guarda-redes; Didó por razões de ordem profissional e Maldonado, que não correspondeu à chamada.

João Freitas, que já tinha tido uma experiência de guarda-redes, enquanto jovem, foi o dono da baliza do Amora nesta partida que vai ficar marcada pela negativa na história do clube. O empenho e a dedicação do atleta que normalmente alinha como defesa-central foi enorme mas isso acabou por não ser suficiente para evitar o desaire.

Apesar deste grande contratempo, o Amora até entrou bem na partida pertencendo-lhe inclusivamente as primeiras oportunidades de golo. O jogo estava a desenrolar-se de forma repartida e algo equilibrada mas na primeira vez que se aproxima da grande área contrária, aos 26 minutos, o Real chega ao golo por Gibril, num lance de bola parada.

Na segunda parte, depois de uma transição ofensiva do Amora, a equipa de Massamá recupera a bola e aumenta a vantagem para 2-0, por Marcelo (54’) e se as coisas já estavam difíceis ainda mais complicadas se tornaram. O Amora acusou o golo e ressentiu-se um pouco mas nunca deixou de lutar na procura de um resultado diferente que acabaria por não acontecer. Fruto de um maior atrevimento em termos ofensivos o Amora abriu espaços na sua zona mais recuada e o adversário aproveitou para ampliar o marcador com a obtenção de mais dois golos, um marcado por Prates (65’) e o outro já em período de compensação (90+1’) por Mota.


 CARLOS REBOCHO, treinador-adjunto:

  “Só temos que salientar o 
carácter e a atitude dos jogadores” 


No final da partida, o treinador adjunto Carlos Rebocho lamentou o sucedido com a questão dos guarda-redes: “São situações inconcebíveis para quem disputa um campeonato nacional. Este foi um fardo que herdámos mas que não podemos controlar porque a estrutura já estava montada. Apesar do resultado negativo só temos que salientar o carácter e a atitude dos jogadores que foi louvável. O objectivo passa agora por terminar a época com dignidade”.




 FICHA DO JOGO 

 Jogo no Complexo Desportivo do Real Sport Clube, em Massamá.
ÁRBITRO: Bruno Rebocho (Évora)

AMORA: João Freitas; Lorete (Lacão, 56’), Tó, Alex, Barata (Yago, 80’); Iny Pedro Pereira, 68’), Rodinhas, Joca; Carlitos, David Rodrigues e Ju.
TREINADOR: Pedro Amora

REAL: André Martins; David Rosa, Araújo, Jibril, Ruben; Paulinho, Marcelo, Mota (Pratas, 62’); Ladeiras, Tomás (Ventura, 72’) e Moreno.
TREINADOR: João Silva

Ao intervalo: 1-0
Marcadores: 1-0, Jibril (26’), 2-0, Marcelo (54’); 3-0, Pratas (65’); 4-0, Mota (90+1’).
Disciplina: Cartão amarelo para Alex (56’); Iny (58’); Barata (59’); Araújo (59’); Ruben (74’); Lacão (75’); Rodinhas (80’).

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here