JUNIORES»»» BENFICA 4 NACIONAL 1 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

sábado, 6 de abril de 2013

JUNIORES»»» BENFICA 4 NACIONAL 1

Com João Cancelo, Hélder Costa e Bruno Varela

Águia muito mais adulta
dá quatro bicadas no Nacional 

João Cancelo e Hélder Costa foram as grandes figuras da equipa encarnada que realizou uma exibição bastante positiva. Clésio Baúque também surpreendeu pela velocidade que imprimiu ao sector mais avançado dos benfiquistas.

  O Benfica derrotou o Nacional por 4-1, em jogo a contar para a 8.ª jornada da fase de apuramento do campeão nacional de juniores.

A vitória não merece qualquer tipo de contestação tal a superioridade evidenciada pela equipa encarnada durante praticamente todo o encontro.

 O Benfica, que se apresentou reforçado com alguns jogadores que têm actuado pela equipa B, como é o caso de Bruno Varela, João Cancelo e Hélder Costa, entrou no jogo deliberadamente ao ataque e colocou-se em vantagem logo aos 4 minutos por intermédio de Clésio Baúque. O internacional moçambicano recebeu a bola de João Cancelo, partiu como uma seta para a grande área contrária e já de ângulo difícil conseguiu alvejar com êxito a baliza adversária para satisfação da massa associativa. O Nacional procurava reagir mas os encarnados não permitiam grandes atrevimentos, só que aos 13 minutos, o inesperado aconteceu. Os madeirenses esboçaram uma jogada de ataque pelo lado direito, a bola é metida para a entrada da área do Benfica, Fábio Cardoso tenta cortar, não consegue, a bola sobra para Carlos Fortes que aproveitou para fazer o golo do empate, quando pouco ou nada havia feito para o merecer. O Benfica, com uma equipa muito mais adulta, não se amedrontou e voltou a pegar no jogo, protagonizando mesmo algumas jogadas de bom recorte técnico que esbarravam quase sempre na muralha defensiva dos nacionalistas. O caudal ofensivo da águia era cada vez mais acentuado e a segunda bicada acabou por ser dada por Sancidino Silva, aos 28 minutos, após cruzamento de João Cancelo. Sempre a mandar no jogo, os benfiquistas desperdiçaram ainda mais duas boas ocasiões até ao intervalo, uma delas por Bernardo Silva (30’) que, depois de se ter isolado, só com o guarda-redes pela frente, atirou de forma incrível ao lado e a outra (42’) por Hélder Costa que chegou ligeiramente atrasado a mais um cruzamento de João Cancelo.

Na segunda parte o cariz de jogo manteve-se com o Benfica sempre no comando das operações mas o golo da tranquilidade tardava em acontecer. João Tralhão resolve então mexer na equipa fazendo sair Clésio Baúque para entrar Eliseu Cassamá que foi ocupar o lugar de defesa-direito passando, com alguma surpresa, João Cancelo para o lado esquerdo do ataque. E, pouco tempo depois, estava feito o terceiro golo desta vez marcado de cabeça por Hélder Costa, após excelente jogada de João Cancelo que foi sem dúvida alguma uma das principais figuras do jogo, porque foi dos seus pés que saíram os cruzamentos para os três golos até então marcados. A equipa madeirense, de quando em vez, tentava aproximar-se da baliza encarnada mas nunca criou grande perigo para Bruno Varela. O último golo da tarde seria marcado por Raphael Guzzo na cobrança de uma grande penalidade a punir falta cometida por Inigo sobre Hélder Costa.

Com esta vitória, a equipa encarnada manteve o terceiro lugar na tabela classificativa com menos dois pontos que o Sporting e menos três que o FC Porto.

Na próxima jornada, curiosamente, todos jogam fora de casa. O FC Porto desloca-se a Vila do Conde para defrontar o Rio Ave, que nesta jornada foi ganhar a Guimarães (2-0); o Sporting vai a Braga que perdeu com o FC Porto (3-1) e viu dois jogadores serem expulsos; e o Benfica joga em Setúbal que saiu derrotado (2-1) de Alcochete, no jogo que ali disputou com o Sporting.

 FICHA DO JOGO 

Jogo no Campo N.º 1 da Caixa Futebol Campus, no Seixal
ÁRBITRO: Hélder Pardal (Santarém), auxiliado por Diogo Vicente e Luís Sousa

 BENFICA: Bruno Varela; João Cancelo, Rudinilson Silva, Fábio Cardoso, Pedro Rebocho; João Teixeira (Valdomiro Lameira, 77’), Raphael Guzzo, Bernardo Silva; Clésio Baúque (Eliseu Cassamá, 61’), Sancidino Silva e Hélder Costa (Elton Carvalho, 83’)
Suplentes não utilizados: Rafael Lopes, João Nunes, Diogo Rocha e Eusébio Bancessi
TREINADOR: João Tralhão

NACIONAL: Rui Silva, Inigo Campos, Helton Delgado, Flávio Luz, David Crespo (Crespo Sousa, 66’); Dani Ladeira (Wilson Gonçalves, 70’), Diogo Roxo, Luís Abreu; Carlos Fortes, Ariano Borges, (João Caminata, 45’)e João Camacho.
Suplentes não utilizados: Kevin Sousa e Francisco Costa
TREINADOR: José Jacinto

Ao intervalo: 2-1
Marcadores: 1-0, Clésio Baúque (4’); 1-1, Carlos Fortes (13’); 2-1, Sancidino Silva (28’); 3-1, Hélder Costa (68’); 4-1, Raphael Guzzo (75, gp).
Disciplina: cartão amarelo para Inigo Campos (74’).

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here