2.ª DIVISÃO DISTRITAL»» ADQC 2 SANTO ANDRÉ 1

Ao intervalo Santo André ganhava por 1-0

ADQC deu a volta ao marcador na segunda parte

A ADQC obteve a sua terceira vitória no campeonato no encontro que disputou com o Estrela de Santo André, colocando assim um ponto final na malapata que havia nos jogos em casa, onde ainda não tinha ganho esta época.

Com o produto desta vitória a equipa da Quinta do Conde passou a totalizar 10 pontos e subiu ao terceiro lugar da classificação geral por troca com o Paio Pires [8 pontos] que desceu para a posição imediatamente inferior após a derrota sofrida em casa nesta jornada com o Vasco da Gama de Sines.

Com a derrota sofrida, o Estrela de Santo André baixou para o penúltimo lugar sendo ultrapassado pelo Moitense que derrotou o Lagameças.

A primeira equipa a marcar na Quinta do Conde foi o Estrela de Santo André ainda no decorrer da primeira parte por Vítor (36 minutos), mantendo-se em vantagem até ao intervalo.

Na segunda parte a ADQC arriscou tudo e acabou por dar a volta ao marcador com golos de Afonso Caeiro e Amândio Ramião marcados aos 54 e 77 minutos, respectivamente.

No final da partida, Manuel Pinéu deu os parabéns aos seus jogadores pelo bom trabalho realizado e Joaquim Sezões reconheceu a superioridade do adversário em especial na segunda parte período em que a sua equipa não esteve nada bem.

Na próxima jornada a ADQC desloca-se a Sines para jogar com o Vasco da Gama e o Estrela de Santo André recebe no seu parque desportivo o Moitense.



A OPINIÃO DOS TREINADORES

MANUEL PINÉU, treinador da ADQC:

“Foi uma vitória mais que justa, parabéns a todo o grupo de trabalho”

“Depois de dois jogos em que não se ganhou era importante somar os três pontos neste jogo. Na primeira parte dominámos por completo mas acabámos por sofrer um golo aos 36 minutos, no único remate que o Santo André fez à nossa baliza, depois de nós desperdiçámos pelo menos três boas oportunidades para inaugurar o marcador. Ao intervalo colocámos mais um jogador na frente e continuámos a ser a equipa que melhor futebol praticava e a única a criar oportunidades de golo. Fruto dessa qualidade marcámos o golo do empate pelo Afonso Caeiro e continuando a pressionar viemos a obter o golo da vitória pelo Amândio Ramião. Portanto, foi uma vitória mais que justa pelo que produzimos, tanto em termos de futebol praticado como em relação a oportunidades de golo. Parabéns a todo o grupo de trabalho”.



JOAQUIM SEZÕES, treinador do Estrela de Santo André:

"Na primeira parte estivemos bem mas na segunda muito mal”

“Foi um jogo em que estivemos bem na primeira parte ao contrário da segunda que foi muito má. Não tivemos capacidade para contrariar o adversário e acabámos por sofrer dois golos em dois erros primários que nos impediram pelo menos de chegar ao empate. Gostava também de salientar o excelente trabalho da equipa de arbitragem. Não é normal ver-se um árbitro com tanta qualidade como se viu neste jogo. Foi de facto brilhante o trabalho desenvolvido pela equipa de arbitragem. Normalmente criticamos os árbitros quando eles cometem erros por isso entendo que também se deve dar os parabéns quando eles merecem”.



FICHA DO JOGO

Jogo no Campo António Xavier de Lima, na Quinta do Conde
ÁRBITRO: Miguel Martins (Núcleo de Setúbal)

ADQC: Rui Jubita; Hélder, Giló, Cláudio, Bruno Fernandes; Vasco Botelho, Márcio, Afonso Caeiro (Júnior, 75’); Rodri (Alberto Soeiro, 45’), Barbosa e Amândio Ramião (David, 86’).
TREINADOR: Manuel Pinéu

SANTO ANDRÉ: Corechas; Buma, Diogo, Ricardo, Miguel; Gonçalo, Hugo Matos, Wilson (Kifo, 80’); Vítor (Hugo Almeida, 85’), Ruben e Pratas (Elson, 55’).
TREINADOR: Joaquim Sezões

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: 0-1, Vítor (36’); 1-1, Afonso Caeiro (54’); 2-1, Amândio Ramião (77’).
Share on Google Plus