2.ª DIVISÃO DISTRITAL»» Santo André 2 Paio Pires 2

Santo André teve o pássaro na mão mas deixou-o fugir…

Paio Pires chega ao empate de penalti no último minuto da compensação

 Com o empate obtido em Santo André o Paio Pires isolou-se no terceiro lugar da tabela classificativa que é comandada por Vasco da Gama de Sines e Pescadores da Caparica que, nesta jornada, venceram os seus compromissos pela mesma marca embora um tivesse jogado fora e o outro em casa.

A equipa de Santo André, que teve o pássaro na mão mas deixou-o fugir nos instantes finais da partida, manteve-se na mesma posição que ocupava anteriormente; ou seja, o sexto lugar.

No que respeita ao jogo pode dizer-se que o Paio Pires começou melhor porque se adiantou no marcador logo aos 10 minutos por Djá, a equipa de Santo André reagiu e acabou por ir para o intervalo a ganhar por 2-1 com golos de André Fernandes e Pernas marcados aos 15 e aos 39 minutos respectivamente.

Na segunda parte o Paio Pires esteve melhor mas a formação comandada por Joaquim Sezões ia-se defendendo da forma como podia na tentativa de segurar a vantagem só que acabou por ceder praticamente no último minuto da compensação ao cometer uma grande penalidade que seria convertida por Djá. O encontro terminou logo de seguida com o resultado de 2-2 que deixou os paiopirenses bastante satisfeitos ao contrário dos alentejanos que deixaram escapar dois pontos.

Na próxima jornada o Estrela de Santo André viaja até à Quinta do Conde para defrontar a ADQC e o Paio Pires recebe no seu Vale d’Abelha o Vasco da Gama de Sines, um dos líderes da competição.


A OPINIÃO DOS TREINADORES

JOAQUIM SEZÕES, treinador do Santo André:

“Foram dois pontos perdidos”

“Foi um jogo onde perdemos dois pontos. Defrontámos um adversário muito forte fisicamente, na primeira parte fomos superiores, marcámos dois golos e deixámos outros por marcar. Na segunda parte defendemos e tentámos sair em contra-ataque mas sentimos alguma inoperância na finalização e acabámos por sofrer o golo do empate no último minuto da compensação. Por aquilo que fizemos considero que foram dois pontos perdidos.”


CARLOS NEVES, treinador do Paio Pires:

“Para nós foi um empate com sabor a vitória”

“Tendo em conta as circunstâncias do jogo o empate acabou por ser um resultado positivo porque foi conquistado fora de casa e obtido mesmo na parte final do jogo. Para nós foi um empate com sabor a vitória. Pelo jogo que produzimos fomos superiores e mesmo que tivéssemos perdido, acho que merecíamos a vitória. O golo marcado no final do encontro acaba por ser a compensação para a qualidade de jogo que os jogadores meteram em campo. Entrámos a ganhar, eles empatam num contra-ataque, logo a seguir num canto fazem o 2-1 e fomos para o intervalo a perder. No período de descanso corrigimos alguns detalhes e a segunda parte foi inteiramente nossa. Tivemos muitas oportunidades, atirámos três bolas à barra da baliza adversária, o guarda-redes deles foi provavelmente um dos melhores jogadores em campo e no final com um penalti indiscutível chegámos ao empate”.



FICHA DO JOGO

Jogo no Complexo Desportivo do Estrela, em Santo André
ÁRBITRO: João Bernardo (Núcleo de Setúbal)

SANTO ANDRÉ: Carlos Pereira; Larguinho (Alexandre, 55’), Cadu, Ricardo Teixeira, Miguel; Gonçalo, Hugo Matos, Condesso (Wilson, 55’); André Fernandes, Pratas (Cito, 80’) e Pernas.
TREINADOR: Joaquim Sezões

PAIO PIRES: Damas; Neves, Fernando, Caldeira, Iuri; Nazário, Filipe Pinto e João Vasco (Rúben, 77’); Adilson, Djá e Nivaldo.
TREINADOR: Carlos Neves

Ao intervalo: 2-1
Marcadores: 0-1, Djá (10’); 1-1, André Fernandes (15’); 2-1, Pernas (39’); 2-2, Djá (90+4’) gp
Share on Google Plus