1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» U. SANTIAGO 1 OLÍMPICO DO MONTIJO 3 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» U. SANTIAGO 1 OLÍMPICO DO MONTIJO 3

U. Santiago jogou com dez desde os cinco minutos

Olímpico do Montijo foi a grande sensação da jornada



O Olímpico do Montijo foi a grande sensação da 5.ª jornada do campeonato distrital da 1.ª divisão ao derrotar o U. Santiago, em sua própria casa por três bolas a uma. Mas o jogo teve algumas peripécias que terão porventura contribuído para este inesperado resultado.

É evidente que apesar disso nada tira o mérito à equipa do Montijo que acabou por ser um justo vencedor porque acabou por saber aproveitar e bem os erros do adversário assim como as contingências do próprio jogo.

A história começa logo aos cinco minutos com a marcação de uma grande penalidade contra o U. Santiago que originou também a expulsão do guarda-redes, Rafael. A equipa alentejana ficou reduzida a 10 unidades e as coisas tornaram-se muito complicadas porque o Olímpico do Montijo aproveitou bem esse facto.

Na segunda parte o U. Santiago procurava chegar a todo o custo à igualdade mas aos 55 minutos sofre mais um rude golpe com uma nova grande penalidade que resultou no 2-0 e cerca de dez minutos num lande de contra-ataque já perdia por 3-0. Com a entrada de Catarino a equipa tornou-se mais agressiva mas o melhor que conseguiu foi reduzir para 3-1 com um golo de penalti marcado já em período de compensação.

Em função do resultado a equipa alentejana baixou para o 5.º lugar mas está apenas a um pontos do primeiro lugar que é partilhado pelo Amora, Alchochetense e Grandolense e o Olímpico do Montijo [que obteve a sua segunda vitória consecutiva] subiu para a décima segunda posição.

Na próxima jornada o U. Santiago desloca-se a Palmela e o Olímpico do Montijo recebe o Banheirense.


A OPINIÃO DOS TREINADORES

JOÃO DIREITO, treinador do U. Santiago:

“Se calhar vamos ter que abdicar de alguns valores em função de mais humildade”

“Foi um jogo um pouco atípico com algumas circunstâncias negativas para o União que levou a que a organização da equipa e as próprias opções não fossem as que estávamos a pensar. Aos cinco minutos sofremos logo um golo de penalti e a expulsão do nosso guarda-redes, ficámos reduzidos a 10 jogadores e fomos para o intervalo a perder por 1-0. Depois, na segunda parte, quando tentávamos chegar à igualdade sofremos um segundo penalti que desorganizou a equipa e passado pouco tempo sofremos o 3-0 num contra-ataque. Já com a equipa partida ainda tentámos recompor o ataque, de modo a podermos fazer um futebol mais directo, mas também não surtiu efeito até que já no final uma mão dentro da área deu-nos a possibilidade de reduzir para 3-1, acabando assim o jogo. Para além de tudo isto, houve alguma irregularidade nos critérios da arbitragem mas temos que pensar que fizemos um mau jogo, que não estivemos bem, não praticámos bom futebol e que o adversário que fez um bom jogo mereceu a vitória. Por outro lado, tivemos também algumas culpas devido a alguns comportamentos internos que não foram os mais dignos. Temos que dar a volta a isto e se calhar abdicar de alguns valores em função de mais humildade”.


RICARDO BALEGAS, treinador do Olímpico do Montijo:

“Ficou comprovado que afinal o Olímpico não é bem aquela equipa que muitos julgavam ser”

“Começámos praticamente a ganhar com um golo marcado de penalti que originou também a expulsão do guarda-redes adversário e na primeira parte dispusemos de várias oportunidades para aumentar a vantagem mas fomos para o intervalo apenas com 1-0. Na segunda parte o jogo foi mais equilibrado mas mesmo assim conseguimos aumentar para 3-0. Depois com a entrada do Catarino, eles ficaram com dois homens na frente e as coisas tornaram-se mais complicadas mas nós conseguimos gerir o resultado até muito perto do final até que sofremos o golo também de penalti. Portanto, foi uma boa vitória que vai servir para que os jogadores fiquem mais desinibidos e com menos complexos e que comprova que afinal o Olímpico não é bem aquela equipa que muitos julgavam ser”.



FICHA DO JOGO

Jogo no Campo Municipal Miróbriga, em Santiago do Cacém
ÁRBITRO: David Demétrio (Núcleo do Barreiro)

U. SANTIAGO: Rafael; Baixinho, Mendão (André Oliveira, 20’), Malaquias; Fábio Oliveira, Bachir (Catarino, 75’), Daniel Direito, Abdul; Ivan (Gaudêncio, 5’), Ruan e Amadeu.
TREINADOR: João Direito

OLÍMPICO DO MONTIJO: Carlos Miguel; Vasquinho (David, 45’), Bá, Talinhos, Paulinho (Yuri, 45’); Sérgio Balegas, Pedro Monteiro, Edgar; Paulo Mota, Cami (Fula, 70’) e Neto
TREINADOR: Ricardo Balegas

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: 0-1, Cami (4’) gp; 0-2, Paulo Mota (55’) gp; 0-3, Cami (65’); 1-3, Daniel Direito (90’+3’).
Disciplina: Rafael (4’) e Paulo Mota (80’) foram expulsos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here