1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» GRANDOLENSE 3 CHARNECA DE CAPARICA 0

Grandolense passou a integrar o grupo da frente...

Treinador do Charneca demitiu-se devido aos maus resultados da equipa

 O Grandolense derrotou o Charneca de Caparica por 3-0, com 2-0 ao intervalo, em jogo realizado no Estádio Municipal de Grândola a contar para a 5.ª jornada do campeonato distrital da 1.ª divisão e juntou-seao Alcochetense e Amora no comando da tabela classificativa.

Para a equipa da Charneca de Caparica que está agora sozinha na cauda da pauta classificativa com zero pontos este foi o jogo de despedida do treinador José Carlos Santos que apresentou a sua demissão do cargo por considerar ser esta a melhor solução tanto para o clube como para si próprio.

A formação de Grândola entrou melhor na partida e aos 15 minutos já ganhava por 2-0 com golos marcados por Calado (6’) e Borges (15’) sendo este de penalti. Na segunda parte, os pupilos de António Gomes [que se apresentaram desfalcados de três peças fundamentais na manobra da equipa] continuaram a mandar no jogo e acabaram por marcar mais um por Calado (74’).

Na próxima jornada o Grandolense desloca-se à Arrentela e o Charneca de Caparica recebe o seu vizinho do Monte de Caparica, num jogo que se prevê emotivo devido à proximidade geográfica dos dois emblemas



A OPINIÃO DOS TREINADORES

ANTÓNIO GOMES, treinador do Grandolense

“Era uma partida que o Grandolense queria ganhar”


“Era uma partida que o Grandolense queria ganhar porque vinha de um resultado negativo e embora tivéssemos alguns jogadores influentes na equipa castigados entrámos muito bem no jogo e marcámos logo aos seis minutos e aos quinze fizemos o 2-0, Na primeira parte houve mais uma ou outra situação para nós e uma para o Charneca que proporcionou uma boa defesa ao nosso guarda-redes. Na segunda parte entrámos outra vez bem no jogo a tentar dominar o Charneca foi atrás do nosso jogo mas nós conseguimos aumentar para 3-0 e a partir daí controlámos o jogo a nosso bel-prazer. Poderíamos ter feito mais um ou outro golo mas se isso viesse a acontecer seria um resultado demasiado pesado para o Charneca de Caparica. Portanto, a vitória assenta bem ao Grandolense que foi um justo vencedor”.


JOSÉ CARLOS SANTOS, treinador do Charneca de Caparica:

“A decisão que tomei foi em defesa do grupo de jogadores

“Este era um jogo que poderia determinar muita coisa em relação à continuidade da equipa técnica devido aos maus resultados e esta derrota acabou por fazer transbordar o copo que obrigava a fazer qualquer coisa. Aproveito a oportunidade para dizer que a decisão que tomei foi em defesa do grupo de jogadores que são fabulosos como homens e de uma entrega total nos jogos e nos treinos e também em defesa do clube que me tinha convidado. Decidi pedir a demissão e saí. Por isso, só tenho que desejar sorte a quem vier a pegar na equipa. Encontrará um grupo com muita qualidade humana e boa qualidade futebolística. Espero que tenha a sorte que eu não tive mas deixo aqui um alerta para que tenha muito cuidado com uma pessoa que não faz parte da direcção mas gravita dentro do clube. Intitula-se meio pseudo-treinador e meio pseudo- jornalista mas contribui de forma muito decisiva para criar um mau ambiente entre os jogadores da equipa, chegando ao ponto de dizer que a equipa jogava sempre de início com dez jogadores. Desejo também as maiores felicidades ao clube. Neste momento já tenho saudades dos jogadores mas eles sabem que o que fiz foi para bem da equipa e do objectivo traçado para o campeonato”.


FICHA DO JOGO

Jogo no Estádio Municipal, em Grândola
ÁRBITRO: Paulo Barradas (Núcleo do Pinhal Novo)

GRANDOLENSE: Washington; Mário Pereira, Paulo Santos, Marco Neves, Mico;, Iddy, Borges, Diogo (Tiago, 80’); Ni, Calado (Fábio, 75’) e Cajó (Catota, 70’)
TREINADOR: António Gomes

CHARNECA DE CAPARICA: Jesus; Costa, Davidson (Pedro Santos, 25’), Antunes, Rafa; Rúben Calado, Migas, Fred; Pombeiro (Paulo Costa, 65’), Vilar (Daniel, 65’) e Barral.
TREINADOR: José Carlos Santos

Ao intervalo: 2-0
Marcadores: 1-0, Calado (6’); 2-0, Borges (15’) gp; 3-0, Calado (74’)
Share on Google Plus