1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» BEIRA MAR DE ALMADA 6 PALMELENSE 2

Naquela que foi a sua primeira vitória…

Beira Mar de Almada em tarde inspirada goleia Palmelense

O Beira Mar de Almada obteve a sua primeira vitória no campeonato e logo com uma goleada sobre o Palmelense, por 6-2. Este resultado permitiu à equipa almadense não só sair do último lugar da tabela classificativa que ocupava conjuntamente com o Charneca de Caparica como também ultrapassar o seu adversário neste jogo disputado no Campo da Mutela, em Cacilhas.

A equipa orientada por João Luís que ainda não tinha marcado um único golo na competição brindou agora o seu adversário com seis demonstrando assim um grande poder de concretização contrariamente ao que tinha acontecido nos jogos anteriores onde o desperdício tinha sido grande.

Pela parte do Palmelense a exibição não foi nada satisfatória ao ponto do treinador Edu Machado se sentir envergonhado com aquilo que os seus jogadores fizeram em campo. Esta foi a terceira derrota da equipa de Palmela que tem apenas dois pontos provenientes de dois empates e acabou por descer para o penúltimo lugar da classificação geral.

Em relação ao jogo não há dúvidas quanto ao vencedor. O Beira Mar de Almada marcou cedo, depois permitiu a igualdade mas ainda antes do intervalo chegou ao 3-1. Na segunda parte, aos 47 minutos aumentou para 4-1, logo a seguir a equipa de Palmela reduz para 4-2 de penalti mas passado pouco tempo voltou a ampliar o marcador que no final registava 6-2.

Dino (2), Paulo Pereira, Louro, Ângelo e Penha marcaram os golos da equipa almadense e Vítor Hugo e Gaspar pela formação de Palmela.
Na próxima jornada o Beira Mar de Almada desloca-se a Sesimbra e o Palmelense recebe no Cornélio Palma o U. Santiago.


A OPINIÃO DOS TREINADORES

JOÃO LUÍS, treinador do Beira Mar de Almada:

“Fizemos um jogo bem conseguido e marcámos nos momentos certos”

“Fizemos um jogo competente. Tivemos muitas oportunidades logo e início e conseguimos marcar cedo, depois o Palmelense com um futebol directo e agressivo equilibrou e chegou ao empate. Depois reagimos, fomos de novo à procura do golo e ainda marcámos mais dois até ao intervalo. Na segunda parte as características do jogo mantiveram-se e os golos foram surgindo de forma natural. Sofremos dois golos é certo mas um foi num lance fortuito e o outro de penalti portanto no aspecto defensivo também estivemos bem porque para além destes lances o Palmelense teve apenas mais um lance de perigo num livre directo. Em termos ofensivos, criámos muitas situações de finalização, conseguimos marcar nos momentos certos e acabou por ser um jogo bem conseguido. Tirando o jogo com o Alcochete onde não estivemos nada bem, contra o Barreirense tivemos mais oportunidades e perdemos, no Montijo aconteceu a mesma coisa e hoje continuámos a ter mais oportunidades mas ganhámos. Alguma vez tinha que ser, espero que consigamos manter este processo ofensivo para podermos superar alguns lapsos defensivos que possamos cometer”.



EDU MACHADO, treinador do Palmelense:

“Senti vergonha daquilo que a minha equipa fez em campo”

“Existem jogos que são para esquecer mas creio que este é para relembrar e ficar bem na memória de todos os jogadores. Desde que sou treinador esta é a primeira vez que senti vergonha daquilo que a minha equipa fez dentro de um campo de futebol. Quero também dizer que sou o principal responsável por esta exibição e pelo resultado pois sou eu quem os treina, sou eu quem os motiva e sou eu que escolho quem vai para o terreno dignificar este clube. Para a história fica o resultado e a imagem que demos de um clube com 90 anos, onde o que se pede para dignificar e honrar as suas cores. Hoje isso não aconteceu porque cada um dos jogadores não fez o suficiente, nem teve um desempenho suficiente para obter um resultado positivo. Queria também como líder deste plantel pedir desculpa àqueles que se deslocaram a Almada para apoiar estes jogadores, pelo resultado e pela exibição desta tarde e deixar o meu obrigado pela presença em todos os jogos. Ao adversário parabéns pela vitória porque soube aproveitar os erros infantis e patéticos que a minha equipa cometeu. Uma nota final para estes jogadores: temos que ter humildade suficiente para saber as nossas limitações e dificuldades. Não aceito é que dentro de campo e em cada treino não deixemos tudo o que temos para não dar alegrias àqueles que devem estar radiantes com estes resultados e que querem destruir o clube”.



FICHA DO JOGO

Jogo no Campo da Mutela, em Cacilhas
ÁRBITRO: Daniel Carvalho (Núcleo do Barreiro)

BEIRA MAR DE ALMADA: Ricardo Esteves; Conceição (Jonas, 80’), Louro, Edu, Hadil; Paulo Pereira (Gustavo, 65’), Kanu, Ricardinho; Penha, Ângelo e Dino (Zé Vitória, 70’).
TREINADOR: João Luís


PALMELENSE: Neves; Pedrinho, Teixeira, Paulo Sousa, Marco (Brito, 55’); Nelson, Celkio (Alex, 55’), Maradona (Tony, 55’); Vítor Hugo, Gaspar e Grampola.
TREINADOR: Edu Machado

Ao intervalo: 3-1
Marcador: 1-0, Dino (10’); 1-1, Vítor Hugo (25’); 2-1, Dino (35) gp; 3-1, Paulo Pereira (40’); 4-1, Louro (47’); 4-2, Gaspar ( 55’) gp; 5-2, Ângelo (70’); 6-2, Penha (80’).
Share on Google Plus