II LIGA»» Benfica B 3 Arouca 1 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

terça-feira, 9 de março de 2021

II LIGA»» Benfica B 3 Arouca 1

 

Exibição de luxo na primeira meia hora…

 

ÁGUIAS ENTRAM A TODO O GÁS E MARCAM DOIS GOLOS NOS PRIMEIROS 14 MINUTOS

 

 



O Benfica reagiu de forma bastante positiva ao desaire sofrido na jornada anterior vencendo o Arouca por 3-1, em jogo realizado no Seixal, a contar para a 23.ª jornada da 2.ª Liga.


As águias não podiam ter entrado melhor no jogo porque inauguraram o marcador numa altura em que ainda não havia chegado o segundo minuto. Numa jogada desenvolvida pelo lado direito, Embaló cruzou para a área, Henrique Araújo desviou e Tiago Araújo atirou a contar fazendo assim um golo madrugador.


Este golo serviu de mote para os pupilos de Nelson Veríssimo arrancarem para 30 minutos demolidores, com jogadas de bom recorte técnico e um forte ascendente sobre o adversário que não conseguia arranjar argumentos para contrariar o caudal ofensivo dos benfiquistas.




A coroar este fantástico período das águias há a salientar o segundo golo marcado por Vukotic, após assistência de Henrique Araújo.


A partir da meia hora o Arouca conseguiu finalmente libertar-se, avançou um pouco mais no relvado e aos 41 minutos reduziu para 2-1 com um golo de Adílio Santos, mas mesmo à beira do intervalo Tomás Araújo ainda rematou à barra.      


Na 2.ª parte o Arouca entrou disposto a alterar o rumo dos acontecimentos, assumiu o comando do jogo e tornou-se uma equipa muito mais perigosa, mas águias foram resistindo. Depois, com a expulsão de Brunão (76’), por entrada violenta sobre Diogo Mendes, o Benfica foi ganhando fôlego e já em período de compensação Luís Lopes, acabado de entrar em campo, sentenciou a partida. 

 



TREINADORES…


Nelson Veríssimo (Benfica): “Entrámos muito bem no jogo, marcamos dois golos e poderíamos ter marcado mais. Fizemos um bom jogo, a equipa está de parabéns porque está a crescer de jogo para jogo. É bom chegar ao balneário e ver os jogadores com a alegria que estavam”.

 

Armando Evangelista (Arouca): “Os minutos iniciais não caracterizam esta equipa. Na segunda parte tivemos capacidade para deixar o Benfica nervoso e desorientado mas depois com a expulsão tudo ficou mais complicado”.



DESTAQUES… 

Diogo Mendes, não marcou nenhum golo mas foi um dos jogadores mais preponderantes do Benfica. Foi pena ter saído do campo mais cedo pela lesão causada por Brunão.


 

Lawrence Ofori foi o pulmão da equipa de Arouca. Percorreu o campo todo e com a sua capacidade técnica espalhou perfume com o seu futebol, em algumas jogadas. 

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here