DESPORTO JOVEM»» Pelo regresso das competições - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

domingo, 25 de outubro de 2020

DESPORTO JOVEM»» Pelo regresso das competições

 

 Por Miguel Portela (artigo da Revista Visão)

 

POR QUE RAZÃO SE MANTÉM A PROIBIÇÃO DAS COMPETIÇÕES JUVENIS?

 

 


Aumenta a minha incompreensão quanto à manutenção de tantas restrições quanto à prática do Desporto e, no caso do Desporto Jovem.

 

Tenho, nos meus últimos artigos, defendido a importância do Desporto como um elemento decisivo no combate, a todos os níveis, a esta malfadada e híbrida Pandemia.

 

O tempo e os exemplos práticos têm-me dado razão.

 

Na verdade, o Desporto, tem sido um meio importante no regresso das pessoas à actividade física, ao regresso ao espectáculo desportivo (com todos os benefícios económicos e sociais), etc.

Os Clubes (quer amadores que profissionais) têm sido, também, um importante meio de controlo da elaboração de testes à COVID-19 assim como de controlo da sua propagação da doença.


 

Os milhares de testes que já foram realizados por Clubes e as exemplares medidas de contenção que têm sido aplicadas aos casos (raros) em que foram testados atletas positivos são um verdadeiro serviço público, muito dele feito com dinheiro particular dos próprios Clubes ou Federações.

 


Por outro lado também, a experiência tem-nos dado a confiança de que, nos atletas, a COVID-19 tem repercussões bastante limitadas ou mesmo neutras. Um facto que tem sido pouco ressalvado pela comunicação social mas que devia ser dado como exemplo de esperança e confiança para o Povo que, infelizmente, se vê rodeado de notícias sistematicamente assombrosas, fomentando o pânico e medo.

 

Chegados aqui e sem necessidade de mais argumentos, aumenta a minha incompreensão quanto à manutenção de tantas restrições quanto à prática do Desporto e, no caso em concreto deste artigo, do Desporto Jovem.

 

Ora, analisando os muitos e bons exemplos que o Desporto tem dado; tomando os dados científicos quanto à propagação da COVID-19 nos jovens; considerando também as ínfimas probabilidades de um jovem ser gravemente afectado pela COVID-19; considerando que os jovens andam junto todos os dias e, até, praticam actividades desportivas em conjunto fora dos Clubes; considerando que esses mesmos jovens fazem mil e uma coisas juntos no seu dia-a-dia, pergunto: por que razão se mantém a proibição das competições juvenis?


 


Uma questão que coloco de forma genuína e para a qual não encontro resposta…. Senão a falta de coragem moral, política e de caracter dos nossos decisores.

 

Meus caros decisores: acreditem que a energia, entusiasmo, dedicação e criatividade daqueles que heroicamente têm lutado contra tamanha cobardia está-se a esgotar….

 

Está-se a acabar a capacidade para adaptar desportos às regras que se inventaram como boas para o combate à doença; está-se a acabar a capacidade de manter o entusiasmo de milhares de jovens, desertos por competirem, em treinos sem nenhum objectivo concreto; está-se a acabar a capacidade de dedicação de tantos treinadores, educadores e formadores de bons seres humanos numa sistemática e diária criação de treinos virtuais ou similares que, na sua substância, retiram ao desporto aquilo que o mesmo tem de tão importante: colocar o individuo à prova na sua capacidade de superação, na sua capacidade de controlar momentos de pressão, na sua capacidade de resistir à dor…

 

E, quando se esgotar a capacidade de manter estes milhares de jovens numa realidade quase virtual, será enorme o risco de se quebrar uma cultura desportiva que, felizmente, tem vindo a crescer no nosso país.

 

Caros dirigentes… cabe-vos evitar esse desastre…. É vossa responsabilidade.

 

Porque o Desporto é essencial, porque a competição é algo intrínseco ao Desporto, lutemos pelo regresso das competições no desporto jovem.

 

Tenhamos essa CORAGEM!

 

loading...

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here