PEDRO DE ANDRADE»» É neste momento um jogador livre - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

sexta-feira, 23 de outubro de 2020

PEDRO DE ANDRADE»» É neste momento um jogador livre

 

Guarda-redes saiu de forma inesperada…


NÃO CONTINUA NA QUINTA DO CONDE POR "DESACORDO DE IDEIAS"

 


Pedro de Andrade é um dos guarda-redes de referência do futebol distrital. Tem 41 anos de idade, é jogador há cerca de 30 e no seu percurso conta-se passagem por diversos clubes da região.


Tudo começou nas camadas jovens do Desportivo Portugal, depois ingressou no Luso do Barreiro e foi aí que realizou o seu primeiro jogo com sénior. Prosseguiu a sua carreira no Desportivo Fabril, voltou ao Luso, passou pelo Marítimo Rosarense, Moitense, Palmelense, Desportivo de Portugal, Banheirense, Sesimbra, ADQC, Benavente, FC Setúbal e Alfarim.


Nas duas últimas temporadas representou a AD Quinta do Conde e esta época tinha tudo acertado para continuar mas acabou por sair de forma inesperada, passando a ser a partir de agora um jogador livre.


Para saber as razões do “divórcio” falámos com o protagonista, a quem colocámos também outras questões.


 

Foi dado como certo no plantel da ADQC para esta nova época mas pelo que sabemos não vai continuar. Porquê?

Sim, fui dado como certo e apresentado como tal. Fazia toda a intenção em continuar a ajudar o Mister Jardel bem como a ADQC a atingir os seus objectivos. O que me levou a sair do clube vou apenas dizer que foi um "desacordo" de ideias, sobre algo que havia sido acordado/combinado no Verão e a actual solução sugerida pelo clube, que eu respeito e tenho que aceitar.

 


Podemos dizer que neste momento é um jogador livre?

Sim, é um facto, neste momento sou um jogador livre

 


Está disponível para abraçar outro projecto?

Como jogador livre que sou e como me sinto fisicamente e mentalmente preparado para mais uma época, espero vir a abraçar um novo projecto, desde que seja aliciante.

 

Presentemente é um dos guarda-redes mais experientes do futebol distrital. Considera isso uma mais-valia?

Não sei se me posso considerar uma mais-valia. O que sei é que onde estou, considero-me apenas mais um para ajudar, seja dentro ou fora de campo, comprometido e tentando ser um profissional dentro do amadorismo e, que, com trabalho, tento cometer o mínimo possível de erros. Os guarda-redes mais experientes também erram, mas também dão pontos, só que infelizmente a maior parte das vezes só são "lembrados" pelos erros cometidos.

 

Houve alguma razão especial que o tenha levado a optar pela posição de guarda-redes?

Não existiu nenhuma razão em particular para ser guarda-redes, era apenas o lugar onde tinha um pouco mais de jeito. Se me perguntar se eu gosto de ser guarda-redes, não iria acreditar na minha resposta porque esta é a 30.ª época a jogar nessa posição, mas posso dizer que adoro o treino de guarda-redes e que adoro ajudar a defesa a não permitir que os adversários cheguem perto da baliza.


 

Sente-se satisfeito com o seu percurso de jogador?

Sinto que podia ter tido uma ou outra oportunidade a outro nível. Há tempos em conversa com um treinador, ele dizia-me que o futebol foi injusto comigo nesse aspecto. Mas eu digo que sou feliz com a minha carreira e tive a carreira que talvez tenha merecido. Agora o que quero levar são os amigos que ganhei no futebol e deixar uma boa imagem até ao fim.

 


Que opinião tem sobre o facto dos campeonatos distritais de Setúbal serem disputados a uma só volta?

Em minha opinião, mediante os casos que continuam a aparecer de COVID-19, se não houvesse campeonato era mais seguro, mas sei que outros interesses se movem. Acredito também que seja prejudicial para atletas estarem sem competir, mas sem adeptos nos campos, que ainda fazem entrar alguns míseros euros nos clubes, e com taxas a pagar a árbitros, associações, penso que este ano as entidades de segurança privadas, no lugar da PSP ou GNR, muitos clubes podem não tirar o melhor proveito desta época. Mas, respondendo à sua pergunta direi que um campeonato a duas voltas era mais justo para todos, encurtava-se as "férias" de verão e a próxima época entrava normalmente, mas está decidido. Então, bola para a frente.

 

Algo mais para finalizar?

Quero agradecer a entrevista e parabenizar o sr. Pina pelo trabalho feito em prol do futebol distrital e desejar a todos uma excelente época desportiva, em especial aos meus ex-companheiros na ADQC, que atinjam os objectivos propostos.

loading...

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here