FUTEBOL DE PRAIA»» Clubes setubalenses em protesto - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

terça-feira, 22 de setembro de 2020

FUTEBOL DE PRAIA»» Clubes setubalenses em protesto

 

Por terem sido obrigados a jogar em Lisboa…


SESIMBRA E SÃO DOMINGOS PARARAM UM MINUTO APÓS O APITO INICIAL DO ÁRBITRO


Clubes apontam o dedo à AF Setúbal por não ter realizado a fase distrital. Em Lisboa, os jogadores equiparam-se na rua e no final tem tinham como tirar a areia do corpo. 

 


Grupo Desportivo de Sesimbra e São Domingos Futebol Clube defrontaram-se em Chelas, na última jornada da primeira fase do Campeonato Nacional, em jogo que ficou marcado pelo protesto dos clubes setubalenses pelo facto de terem sido obrigados a fazer parte da Série Lisboa porque a Associação de Futebol de Setúbal, que chegou a ser a associação com mais clubes filiados a nível nacional, não realizou a fase distrital, contrariamente ao que vinha sendo hábito.

O descontentamento dos clubes setubalenses é grande e, neste sentido, um representante do Grupo Desportivo de Sesimbra fez chegar à nossa mesa de trabalho um documento que relata ao pormenor as razões do protesto. 


 


“O fim-de-semana ficou marcado pelo protesto conjunto das equipas do GD Sesimbra e do São Domingos FC, que ficaram paradas um minuto após o apito inicial do árbitro, face à não realização do campeonato distrital por parte da AF Setúbal, campeonato esse que sempre contou com o maior número de equipas a nível nacional.


A AF Setúbal não contará pela primeira vez com nenhuma equipa na final 8 de acesso à elite do futebol de praia português. Com campos urbanos na região não se compreende como é possível a AFS não querer realizar a prova, alegando não haver condições, que também não existiram em Lisboa visto as equipas terem de se equipar na rua e nem sequer terem qualquer local para retirar a areia do corpo após os seus jogos.


Quanto ao número de equipas [visto que na AF Leiria competiram apenas três, o mesmo número de clubes inscritos na AF Setúbal] é de lamentar que tenhamos sido obrigados a jogar em Lisboa. De lamentar é também o tratamento dado aos clubes de Setúbal [que ficaram impedidos de treinar nos campos da região] por parte da sua própria Associação e ainda o facto dos três clubes de Setúbal [Sesimbra, São Domingos e Pescadores] terem sido colocados no mesmo grupo, sem sorteio prévio, por parte da AF Lisboa”.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here