CAMPEONATO DE PORTUGAL»» U. Madeira não compareceu ao jogo com o Vila Real - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

domingo, 20 de setembro de 2020

CAMPEONATO DE PORTUGAL»» U. Madeira não compareceu ao jogo com o Vila Real

 

Madeirenses chamaram ao local a PSP a quem entregaram um documento...


ÁRBITROS E EQUIPA NORTENHA ESTIVERAM EM CAMPO MAS DO UNIÃO APENAS DIRIGENTES

 



O União da Madeira não compareceu ao jogo com o Vila Real, a equipa nortenha, os árbitros e o delegado da Federação Portuguesa de Futebol estiveram no campo Adelino Rodrigues mas do União apenas se encontravam dirigentes, entre eles o presidente da SAD Sérgio Nóbrega.


Os dirigentes do União solicitaram a presença da PSP e apresentaram um documento alegadamente das autoridades de saúde regionais a justificar a sua posição, tal como se previa.


Sérgio Nóbrega explicou que “a decisão do clube não viola as regras das autoridades e adiantou que a Federação Portuguesa de Futebol, a Associação de Futebol da Madeira e as autoridades locais estão na posse de toda a documentação. O clube teve o cuidado de, por várias vezes, tentar de forma amigável o adiamento não tendo conseguido, e fundamenta-se. Pusemos os nossos argumentos e deixámos várias alertas formalmente, mas não quero nem me vou alongar sobre isso, porque estes assuntos devem ser resolvidos nos sítios certos. Devemos todos defender a indústria em que estamos inseridos, neste caso a indústria do futebol e não alimentar especulações. No entanto, acrescenta que também não podemos deixar de respeitar as autoridades. 



Entendo que esta ausência no jogo não é uma falta de comparência. Enquanto estiver com a liderança desta administração nunca o clube nunca dará falta de comparência numa competição em que esteja inserido, que não seja por motivos de força maior. Mas não é este o caso, neste caso o União não deu falta de comparência, apenas considera não estavam reunidas as condições para a realização do jogo e por esse motivo informou a Federação Portuguesa de futebol, a Associação de Futebol da Madeira e as autoridades locais. Isso foi manifestado antes dos intervenientes no jogo se deslocarem para a região, mais não podemos fazer”.


Agora “cabe à FPF tomar as providências e decisões que achar correctas. Na altura e nos sítios certos saberemos defender os nossos argumentos que estão só e apenas defendidos ao abrigo das definições das entidades competentes”.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here