KL QUINTA DO CONDE»» Jogadores sentem que estão a ser burlados - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

KL QUINTA DO CONDE»» Jogadores sentem que estão a ser burlados

 

Responsável pelo clube colocado em causa…


APERTADO PELOS JOGADORES FOI EMBORA E AGORA DIZ QUE VAI CONVIDAR OUTROS E UM NOVO TREINADOR

 

Os jogadores não querem desistir e estão dispostos a pagar tudo para se manterem em actividade. Só precisam de campo para treinar e jogar, o problema é que não têm clube.

 

Campo António Xavier de Lima,
local de trabalho do KL Quinta do Conde
O KL Quinta do Conde, clube recentemente formado, já filiado na Associação de Futebol de Setúbal e inscrito para disputar o Campeonato Distrital de Seniores da 2.ª Divisão, está com sérios problemas de continuidade por desencontro de ideias entre o responsável pelo futebol e o grupo de trabalho, nomeadamente jogadores e treinador.


Na conversa que tivemos com o treinador João Casimiro foi-nos transmitido que os jogadores sentem que estão a ser burlados porque lhes está a ser pedido dinheiro para representarem o clube. Na passada sexta-feira o responsável pelo futebol, Marco Cadima, foi confrontado pelos jogadores, sentiu-se apertado e foi-se embora. Constando-se agora que vai convidar outro treinador e novos jogadores.



A situação é complicada e está a causar grande mau estar nos elementos do plantel que não querem desistir e estão dispostos a prosseguir a actividade noutro clube suportando todas as despesa, desde que apareça alguém interessado.


Em declarações ao nosso jornal João Casimiro disse que foi convidado por Marco Cadima, que se apresentou como responsável para o futebol do clube que tinha criado com amigos e familiares, para desempenhar as funções de treinador, desafio que aceitou com agrado.


“Comecei a abrir captações, os jogadores começaram a aparecer em grande quantidade. O Marco começou a pedir-lhes dinheiro para ficarem no clube, situação com a qual não concordei. Alguns foram-se embora mas outros ficaram e começaram a dar o valor monetário pedido. Os jogadores vieram falar comigo desconfiados que estavam a ser burlados, questionaram-no na última sexta-feira, dia 11 de Setembro, à noite, ele sentiu-se apertado e foi-se embora. Resultado, abandonou-nos e agora diz que vai convidar outros jogadores e outro treinador, não sei com que intenção”, começou por dizer. 


 

João Casimiro fez questão de salientar que os jogadores estão unidos, que não querem desistir e que o convidaram para os acompanhar. “Dizem que estão dispostos a pagar as inscrições, as taxas de jogo e até o equipamento. Ainda hoje fizemos um donativo para comprar bolas porque nem isso havia. Eu estou com eles mas o problema é que não temos clube para representar, só precisamos da logística, ou seja, de campo para treinar e jogar”, adianta o treinador que, tal como acontece com os jogadores, se sente revoltado com a situação.  

   

E, a finalizar deixou bem vincado que “ele ainda tem o dinheiro de alguns jogadores, mas nós não vamos desistir. Temos treino marcado para esta semana e jogos de preparação que queremos realizar na quinta-feira com o Jardiense, sábado com o Cacém e no domingo com os sub-22 do Paio Pires”.   

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here