NUNO CLÁUDIO»» Tem o seu coração futebolístico no distrito de Setúbal

O desejo de voltar a treinar é enorme…


TREINADOR, JORNALISTA E AGORA FUNDADOR DE UM CANAL DE TV ONLINE

Nuno Cláudio tem 48 anos e é jornalista desde 1989, assinalando 30 anos de carreira precisamente em 2019. Foi o fundador do JornalFundamental em 1993, órgão de comunicação que abrange a região Norte de Lisboa, o Ribatejo e a Extremadura e que atravessa um dos melhores momentos da sua existência de 26 anos.

Nuno Cláudio é também conhecido pela sua atividade de treinador de futebol, com passagens pelo Juventude da Castanheira, Aveiras (ao serviço do qual contabiliza uma subida de divisão), Quinta do Conde e Benavente. Exerceu a sua atividade de treinador em 3 distritos diferentes (Lisboa, Setúbal e Santarém), contabilizando experiências nas principais divisões destes distritos. Depois de ter treinado o Benavente nas duas últimas temporadas, neste momento a sua carreira de treinador está em pausa, à espera de uma oportunidade para regressar ao ativo. A este propósito Nuno Cláudio garante: “estou recetivo a convites que me motivem e despertem aquele impulso incontrolável para voltar a treinar, mas dou total preferência ao distrito de Setúbal, que é onde mora o meu coração futebolístico”.

Enquanto a oportunidade para voltar ao ativo não surge, a vertente de jornalista prevalece sobre a de treinador, e os projetos não param. Recentemente, no início de Agosto, Nuno Cláudio lançou uma nova e ambiciosa vertente de comunicação: nada mais nada menos que um canal de televisão inserido na plataforma online do seu próprio jornal.


As entrevistas televisionadas que foram publicadas até ao momento no Fundamental Canal tiveram um impacto verdadeiramente surpreendente, com milhares de visualizações. 

“É uma forma de atenuar a ausência daquela sensação insubstituível que nos é proporcionada pelo futebol, pela liderança de uma equipa, pelos treinos e pelos jogos”, declara Nuno Cláudio, que mesmo assim garante que a satisfação e realização pessoal e profissional não substituem a ausência do futebol.

E enquanto os projetos profissionais acontecem e prosperam, o treinador vai aproveitando a pausa para enriquecer os seus conhecimentos e adquirir mais competências. “Quando a oportunidade voltar a surgir exijo a mim próprio estar duplamente preparado, identificado e atualizado”. Setúbal continuará a merecer as preferências dos passeios de domingo e das tardes de futebol… na bancada.

Share on Google Plus