C. PIEDADE DERROTA MONTE DE CAPARICA - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

C. PIEDADE DERROTA MONTE DE CAPARICA

Embora por razões diferentes 
Madureira e Milton foram as figuras do jogo 



O Cova da Piedade terminou um ciclo inicial de quatro derbys com uma vitória que seria precisamente a primeira conseguida nesta época de 2012/2013, no que respeita ao campeonato. A vítima acabou por ser o Monte de Caparica que saiu derrotado do Estádio Municipal José Martins Vieira, por duas bolas a zero, com dois golos obtidos por Milton que acabaria por ser expulso aos 80 minutos, por acumulação de cartões amarelos.

Até aos 30 minutos, bem se pode dizer que fo um jogo de sentido único, tal a superioridade evidenciada pelo Cova da Piedade, que para além do golo que marcou viu ainda uma bola ser devolvida pelo poste e desperdiçadas várias oportunidades para ampliar o marcador. A partir daí, o Monte de Caparica reagiu e dispôs de uma boa ocasião para empatar com Jota a atirar ao poste.

 Na segunda parte, o Monte de Caparica fez o que lhe competia e partiu em busca de um resultado diferente obrigando o Cova da Piedade a baixar as sua s linhas, mas acabou por não ser feliz porque encontrou pela frente um guarda-redes, Nuno Madureira, verdadeiramente inspirado, defendendo inclusivamente um penalty cobrado por Jota, aos 65 minutos. Nos últimos 10 minutos, com mais um jogador em campo, por expulsão de Milton, por acumulação de amarelos, o Monte de Caparica exerceu ainda mais pressão mas o Cova da Piedade demonstrando uma boa organização defensiva segurou o resultado.

 A OPINIÃO DOS TREINADORES 

 Sérgio Bóris, treinador do C. Piedade:

 “Sabemos bem o que estamos a fazer e para onde queremos ir”

“A vitória aconteceu com naturalidade, fruto de uma equipa técnica e de um grupo de jogadores que sabe bem o trabalho que está a fazer e para onde quer ir. Quando ganhámos os três jogos da Taça AF Setúbal nunca nos sentimos os melhores do mundo nem quando estivemos estes três jogos sem ganhar nos sentimos os piores. A promessa fica feita. Nunca vão ver esta equipa em bicos de pés quando ganha mas também não vou deixar que ande de rastos quando não ganhar. Quero deixar um agradecimento especial a um grupo de jogadores fantásticos e às pessoas ligadas à estrutura do futebol sénior que esta semana nos chamaram para dizer que têm plena confiança em nós, equipa técnica e restante grupo de trabalho. Não é necessário dizer o nome delas porque elas sabem bem quem são. Em relação ao jogo poderia ter ficado decidido na primeira meia hora. Na segunda parte o Monte reagiu bem e houve mais equilíbrio mas a vitória é inteiramente justa”.




 Márcio Rodrigues, treinador do Monte de Caparica: 

“Na primeira meia hora andámos ao sabor do vento”

“Era um jogo de características diferentes porque se tratava de um derby onde há emoções que vêm ao de cima que deixam alguma ansiedade. Foi o que aconteceu. O Cova da Piedade entrou muito forte no jogo e dominou durante a primeira meia hora, período em que andámos ao sabor do vento. No restante período do primeiro tempo, começámos a carregar e poderíamos ter empatado por intermédio do Jota. E, como não marcámos acabámos por sofrer o segundo golo à beira do intervalo. A equipa não baixou os braços e na segunda parte entrou disposta a alterar o rumo dos acontecimentos remetendo o Cova da Piedade para o seu meio campo, fechando muito bem as linhas de passe do adversário. Se Jota não tivesse desperdiçado o penalty poderíamos ter relançado o jogo. Perdemos, é certo, mas não estou desagradado com os meus jogadores porque nunca viraram a cara à luta e nunca desistiram do jogo. Se o jogo tivesse terminado empatado, não escandalizaria ninguém”.

FICHA DO JOGO 

Jogo no Estádio José Martins Vieira, na Cova da Piedade
ÁRBITRO: Miguel Figueiredo

C. PIEDADE: Madureira; Tralhão, Gaspar, Ruben Nunes, Pedro Henriques; Milton, França, Travassos (Filipe Rodrigues, 70’), Carlos Carvalho; Williams (Rui Pereira, 82’) e Catota (Jessy, 60’)
TREINADOR: Sérgio Bóris

MONTE CAPARICA: Carlos Nobre; Octávio (Nuno Varela, 70’), Netcha, Canário, Fred; Joel Correia (Heta, 45’), Jota, Gelson; Joel Carvalho (Eduardo, 70’), Fábio Carvalho e Edimir.
TREINADOR: Márcio Rodrigues

Ao intervalo: 2-0
Marcador: 1-0, Milton (23’’); 2-0, Milton (44’).

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here