1.ª DIVISÃO DISTRITAL -- COMÉRCIO INDÚSTRIA 6 MONTE CAPARICA 2 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

segunda-feira, 4 de março de 2013

1.ª DIVISÃO DISTRITAL -- COMÉRCIO INDÚSTRIA 6 MONTE CAPARICA 2

Num dia de grande temporal
aconteceu uma autêntica chuva de golos 

A partida realizou-se debaixo de forte temporal com muito vento e chuva intensa que resultou também num grande vendaval de golos para o qual muito terá contribuído a equipa de arbitragem chefiada por Tatiana Martins, embora as culpas maiores não tenham sido suas mas sim dos seus assistentes que prejudicaram nitidamente o trabalho da sua chefe de equipa e em especial do Monte de Caparica.

 Quem entrou melhor no jogo foi o Monte de Caparica que perdeu uma boa ocasião para inaugurar o marcador logo nos instantes iniciais da partida com Nuno Varela a atirar muito perto do poste da baliza sadina. Não marcou a equipa forasteira, marcou a equipa visitada, logo aos três minutos, através de uma grande penalidade assinalada por indicação do árbitro assistente que acompanhava o ataque da equipa alvinegra. O campo estava muito pesado, o Monte de Caparica tentava colocar a bola no chão mas não conseguia e quem aproveitou foi o Comércio e Indústria que aumentou para 2-0, num claro fora de jogo não assinalado pelo mesmo árbitro assistente. Aos 30 minutos, Joel Carvalho num livre à entrada da área reduz para 2-1, o Monte de Caparica cresceu, foi para a frente e esteve prestes a igualar por intermédio de Canário que atirou mesmo a rasar o poste.

 Na segunda parte, a equipa forasteira mudou a sua forma de jogar mas nunca se deu com o estilo de jogo dos setubalenses que aos 55’ aumentaram para 3-1 e pouco depois para 4-1, na sequência de outro lance em que os pupilos de Márcio Rodrigues voltam a reclamar fora de jogo. A partida estava a decorrer de forma bastante interessante e dois minutos depois o Monte de Caparica reduziu de penalty, por Dário. Jota, passado pouco tempo, poderia ter voltado a marcar mas desperdiçou e a equipa local com a pontaria mais afinada aproveitou para matar o jogo com a obtenção de mais dois golos sem resposta.

Pelo que se passou dentro das quatro linhas o resultado pode considerar-se exagerado mas acaba por assentar bem à equipa sadina porque foi mais inteligente e soube aproveitar os erros do adversário que esteve num dia de pouco acerto.

 FICHA DO JOGO

Jogo no Campo da Bela Vista, em Setúbal
ÁRBITRO: Tatiana Martins (Almada / Seixal)

MONTE CAPARICA: Mascarenhas; Benja, Conceição, Canário, Heta (Fred, 62’); Pelé (Babá, 75’), Jota, Joel Carvalho, Bala (Dário, 45’); Nuno Varela e João Monteiro.
TREINADOR: Márcio Rodrigues

Ao intervalo: 2-1
Marcador: 1-0, aos 3’ (gp); 2-0, aos 25’; 2-1, Joel Carvalho (30’); 3-1, aos 55’; 4-1, aos 60’; 4-2, Dário (62’) gp; 5-2, aos 68’; 6-2, aos 83’.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here