1.ª DIVISÃO DISTRITAL - PAIO PIRES 0 OLÍMPICO MONTIJO 2 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

segunda-feira, 4 de março de 2013

1.ª DIVISÃO DISTRITAL - PAIO PIRES 0 OLÍMPICO MONTIJO 2

Foi um castigo demasiado pesado para o Paio Pires

  O Paio Pires perdeu em casa com o Olímpico do Montijo por 2-0, com um golo marcado em cada parte, o primeiro sofrido aos 25’ de grande penalidade e o segundo aos 78’ numa jogada de contra-ataque da equipa forasteira que apanhou desprevenida a equipa visitada.

 O espectáculo não foi famoso mas o resultado acaba por ser demasiado penalizador para o Paio Pires que não merecia de forma nenhuma sair derrotado por um adversário que pouco fez para ganhar.

 O Paio Pires entrou melhor na partida mas a primeira equipa a criar perigo foi o Olímpico do Montijo que aos 7 minutos, num livre cobrado de fora da área por Pedro Eugénio, atirou ao poste, com Paulo Silva quase a ser traído pelo seu golpe de vista. A resposta do Paio Pires foi repentina e pouco tempo depois foi a vez de Manuel Fernandes, num remate de longe, colocar à prova o guarda-redes do Olímpico. Quem estava por cima no jogo era a equipa da casa mas numa rápida jogada de contra-ataque um jogador forasteiro é derrubado dentro da área. O árbitro assinala grande penalidade e Gil chamado a cobrar atira a contar, abrindo o activo. Aos 32 minutos, Pedro Alves, de livre, obriga o guardião contrário a mais uma defesa apertada mas até ao intervalo o resultado não sofreu alteração, saíndo a equipa do Montijo, em vantagem.

Na segunda parte, o Paio Pires volta a entrar bem no jogo e, por duas vezes, quase chega ao golo. Aos 61 minutos, o Olímpico passa a jogar com 10 unidades por expulsão de Cami. Mas, curiosamente quem melhorou substancialmente foi o Olímpico porque o Paio Pires passou a jogar mais com o coração que com a cabeça. As coisas não estavam a correr bem e ainda ficaram piores quando a equipa adversária aumentou para 2-0, num lance rápido de contra–ataque. Pouco depois, Marcelino é expulso e ambas as equipas passaram a actuar em igualdade numérica. E, com o tempo a correr de feição o Olímpico do Montijo acabou por conquistar os três pontos que colocam a  equipa no quarto lugar da tabela classificativa.


 Paulo Cardoso, treinador do Paio Pires: 

 “A equipa não correspondeu ao que lhe foi pedido”

  “Sabíamos que não ia ser um jogo fácil mas não esperava perder. A equipa não correspondeu ao que lhe foi pedido e o Montijo, sem ter feito muito, foi para o intervalo a ganhar por 1-0. Na segunda parte tentámos entrar a pressionar para dar a volta ao resultado e conseguimos expulsar um adversário mas depois não soubemos ter calma nem discernimento para conseguir os nossos objectivos. Agora vamos tentar recuperar no próximo jogo os pontos desperdiçados. Ainda estamos na terceira ronda da segunda volta e ainda há muito campeonato mas uma coisa é certa não gostei nada da exibição da equipa. Vamos ter que analisar o que se passou para que situações como esta não se voltem a repetir”.


 Tiago Fatia, treinador do Olímpico:

 “Depois do 2-0 tudo ficou decidido”


  “Fizemos um jogo bem conseguido. Demonstrámos durante a primeira parte bastante segurança, dominámos em termos de posse de bola, fomo-nos acercando da área e chegámos ao golo. Na segunda parte não estivemos bem porque não estávamos a conseguir manter a bola longe da nossa área e com a expulsão ainda mais difícil ficou. Portanto, foi uma segunda parte sofrida até à altura do 2-0. Depois, a partir daí, o jogo ficou praticamente decidido e ficámos satisfeitos por isso. Até ao fim, vamos tentar andar no comboio da frente para não sermos surpreendidos. O objectivo não é a subida de divisão”.

 FICHA DE JOGO 

 Jogo no Campo Vale da Abelha, em Paio Pires.
 ÁRBITRO: Acácio Guedes (Setúbal), auxiliado por Mauro Santos e Nuno Cruz

PAIO PIRES: Paulo Silva; Adérito, Lourenço (João Martins, 73’), Rafael, Marcelino; Moreira (André Pinto, 87’), Pedro Alves, Manuel Fernandes; Fábio Geia (Laranjeira, 55’), Eddy e Telmo.
Suplentes não utilizados: Fábio Rodrigues, Fernando, Bruno Almeida e Márcio.
TREINADOR: Paulo Cardoso

OLÍMPICO: Carlos Miguel; Sarico (Diogo, 84’), Gil, Fábio, Santana; Pedro Eugénio, Queijinho, Nelson Costa (Leo. 90’); Carlitos (Belé, 90+2’), Cami e Marcos.
Suplentes não utilizados: Luís, Cartaxo, Projecto e Ruben.
TREINADOR: Tiago Fatia

Resultado final: 0-2
Marcador: 0-1, Gil (25’) gp; 0-2, Carlitos (78’).
Disciplina: cartão amarelo para Lourenço (25’), Telmo (61’), Santana (90+2), Carlos Miguel (90+4’). Cartão vermelho para Cami (61’ e Marcelino (80’).

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here