Futebolistas da margem sul partem à descoberta da Finlândia - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

sexta-feira, 15 de março de 2013

Futebolistas da margem sul partem à descoberta da Finlândia

Por sugestão do treinador português, Diogo Nobre 


Tiago Ramalho (Jardel), Adimar e Pedro Cardoso
  Pedro Cardoso (ex-Almada), Adimar (ex-Beira Mar de Almada) e Tiago Ramalho (ex-Desp. Fabril) deixaram os seus clubes na margem sul do Tejo partindo à descoberta da Finlândia onde vão actuar no Peimari United, das divisões secundárias.

Tiago Ramalho, conhecido por Jardel, tem 23 anos e esteve durante a época 2011/12 no Fabril. É extremo esquerdo e conta passagens pelo Benfica e pelo Cova da Piedade.

Adimar, é defesa, conta com 22 anos, e estava a jogar no Beira-Mar de Almada depois de ter vestido a camisola do Cova da Piedade e do Vale de Milhaços.

E, Pedro Cardoso, aos 22 anos, troca a baliza do Almada onde era titular para ingressar no clube finlandês. Além de ter representado o Benfica, V. Setúbal e União da Madeira, o atleta passou também pelo Amora, Corroios, Elvas, Aljustrelense e União Montemor.

 Quanto ao treinador Diogo Nobre, o grande responsável pela contratação dos três futebolistas, é de Corroios e o Peimari United um clube recém-formado que surgiu através da junção de esforços entre duas vilas pequenas chamadas Sauvo e Paimio, ambas perto de Turku, a cidade grande do Oeste Finlandês. Enquanto jogador, Diogo Nobre começou no Vale de Milhaços passando depois pelo Estrela da Amadora e Oriental. No regresso à margem sul, na sua primeira época de sénior, tentou a sua sorte no Seixal mas acabou por não ser inscrito, por falta de dinheiro e, como não havia tempo para procurar outro clube, aceitou ser treinador adjunto nos juvenis do Almada, aos 19 anos. Depois passou pelo Olivais e Moscavide, CAC e nas últimas três épocas em Portugal esteve no C. Piedade e no Desp. Fabril como adjunto no plantel sénior, na III Divisão Nacional. Como deixou de jogar teve tempo para estudar e licenciou-se em Treino Desportivo em Rio Maior e tirou o nível II, Uefa Basic, em Lisboa. A sua ida para a Finlândia surgiu na sequência de uma viagem que o clube fez a Portugal. O presidente ficou entusiasmado com os métodos de treino e pediu ao empresário que organizou a viagem para arranjar um treinador jovem português para o clube. Inicialmente o escolhido foi o André Lourenço, do Sporting, mas como tinha contrato para cumprir e a proposta era só para três meses não quis arriscar, sendo então sugerido Diogo Nobre porque para além de dominar a língua inglesa tinha também experiência sénior. Após o primeiro mês, o presidente gostou do trabalho e de imediato surgiu uma proposta para dois anos. "A pré-época arrancou no dia 11 de Março e o objectivo passa por ser campeão da VI Divisão”, disse a propósito Diogo Nobre.

 A Finlândia apresenta várias curiosidades

Diogo Nobre, o treinador
  Em declarações ao site Maisfutebol, Diogo Nobre revela alguns pormenores curiosos sobre os hábitos dos jogadores de futebol naquele país.

A Finlândia é um país que apresenta várias curiosidades. Por exemplo, eu achei muito estranho que um país desenvolvido não tivesse campos com balneários em condições: água quente e electricidade. Mas depois percebi porquê: os jogadores não utilizam. E pensei que era só nas divisões inferiores, mas depois perguntei ao meu amigo Hugo Magalhães (II liga) e ele disse-me o mesmo. Os tímidos rapazes/homens finlandeses não gostam de tomar banho juntos, ou estar nus em frente uns dos outros! Só mesmo na sauna, quando já têm umas cervejinhas em cima! Também é incrível a facilidade com que equipas/jogadores desistem de jogos e abandonam a modalidade. Comecei a ver isso num torneio amigável de pré-época. A prova devia ter dois dias, mas algumas equipas que estavam a perder os jogos desistiram e não apareceram no segundo dia. Mas o melhor foi o campeonato oficial de juvenis, em que metade das equipas da nossa divisão e da de cima desistiram ao fim da primeira volta, sendo necessário juntar todas as equipas de diferentes divisões do sudoeste finlandês num campeonato totalmente novo, durante a segunda volta”.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here