JUNIORES»»» BENFICA 1 RIO AVE 0 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

domingo, 31 de março de 2013

JUNIORES»»» BENFICA 1 RIO AVE 0

Encarnados foram muito perdulários na 1.ª parte

 Águia sofreu por culpa própria

  O Benfica derrotou o Rio Ave por uma bola a zero na partida que disputou no Caixa Futebol Campos, no Seixal, a contar para a 7.ª e última jornada da primeira volta da fase de apuramento do campeão e apanhou o Sp. Braga no terceiro lugar da tabela classificativa que é comandada pelo Sporting com 14 pontos, contra 13 do FC Porto (que perdeu em Guimarães) e 11 de benfiquistas e bracarenses.

Como o resultado dá a entender não foi nada fácil de conseguir a vitória da equipa orientada por João Tralhão mais por culpa própria que por mérito do adversário, se tivermos em conta o que se passou essencialmente na primeira parte. No segundo tempo as coisas foram diferentes e o jogo tornou-se mais dividido com situações de golo para ambos os lados mas em maior número para os encarnados que acabaram por conquistar os três pontos.

O Benfica iniciou o jogo deliberadamente ao ataque e aos 3’ criou a primeira oportunidade por Sancidino Silva e outras mais se seguiram, incluindo uma bola no poste atirada por Bernardo Silva aos 22 minutos. A equipa de Vila do Conde - que durante todo o primeiro tempo apenas por uma vez num remate de longe tentou alvejar com êxito a baliza do Benfica, jogava muito recuada e isso dificultava a manobra ofensiva da equipa encarnada que chegava de forma constante e avassaladora até à grande área adversária mas pecava sobretudo na finalização e quando o intervalo chegou o resultado estava ainda em branco quando na verdade poderia estar bem colorido tal o número de oportunidades criadas e desperdiçadas.

Na segunda parte, os encarnados tentaram imprimir mais velocidade ao jogo mas encontraram pela frente um adversário que entrou a jogar de forma mais atrevida e aos 49’ num remate de longe Kiki quase surpreendia Bruno Varela que viu a bola passar mesmo rente à barra da sua baliza. Perante tamanho susto, o Benfica voltou a pegar no jogo mas curiosamente seria outra vez o Rio Ave a criar perigo, aos 64’, com Nuno Santos na cobrança de um livre a atirar à barra. O jogo estava mais repartido e o golo que deu a vitória ao Benfica acabou por acontecer aos 69’ quando Diogo Rocha, pouco depois de ter entrado campo a substituir Eusébio Bancessi, num cruzamento da direita colocou a bola na cabeça de Bernardo Silva que atirou a contar. A equipa vila-condense não baixou os braços e aos 73’ viu de novo a bola bater no ferro da baliza do Benfica num remate de Bahia e aos 87’ foi a vez de Diogo Rocha completamente isolado falhar o segundo golo encarnado.

 Jogadores sentiram falta de apoio 

De registar, entretanto, o fraco apoio dado pelos adeptos benfiquistas aos seus jogadores que mais pareciam estar a jogar fora de casa. Mais apoiados foram os vilacondenses que se fizeram acompanhar por um grupo de algumas dezenas de pessoas que (provavelmente se terão deslocado depois para o Estádio da Luz para assistirem ao jogo de seniores) se fizeram ouvir de forma bem mais ruidosa. Os assobios e os apupos não ajudam nada as equipas quando as coisas estão a correr menos bem…


TREINADORES:

  João Tralhão (Benfica): “Na primeira parte tivemos 12 ocasiões de golo e não conseguimos concretizar. Mas a equipa trabalhou muito bem e conseguiu conquistar os três pontos, que era o mais importante. Estamos na luta e é assim que queremos continuar até ao fim. De qualquer forma, será bom não esquecer que estamos a preparar jogadores para as exigências do futebol profissional e que quando a confiança está em baixo são estes jogos que fazem aumentar os níveis e o rendimento colectivo.

Pedro Cunha (Rio Ave): “Na primeira parte o Benfica foi mais forte e comandou o jogo. Na segunda parte, estivemos melhor mas faltou-nos uma pontinha de sorte nos momentos cruciais. Tem sido sempre assim ao longo do campeonato. A equipa perde por um ou empata mas tem qualidade. Não está a correr bem este campeonato”.

 FICHA DO JOGO 

Jogo no Campo N.º 1 da Caixa Futebol Campus, no Seixal
ÁRBITRO: Paulo Barradas (Setúbal), auxiliado por Rodrigo Pereira e André Loução

BENFICA: Bruno Varela; Eliseu Cassamá, Rudinilson Silva, Fábio Cardoso, Pedro Rebocho; Valdomiro Lameira, Sancidino Silva (João Nunes, 90+3’), João Teixeira; Raphael Guzzo (Batis Candé, 53’), Bernardo Silva e Eusébio Bancessi (Diogo Rocha, 65’).
TREINADOR: João Tralhão

RIO AVE: Paulo Jorge; Diogo Gonçalves (Bahia, 56’), Nelson, Silvério, David; Daniel (Leo, 76’), Ruben, Kiki; Nuno Santos, Zé Diogo e Lord (Pena, 80’).
TREINADOR: Pedro Cunha

Ao intervalo: 0-0
Marcador: 1-0, Bernardo Silva (69’).
Disciplina: cartão amarelo para David (58’) e Sancidino Silva (90+3’).

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here