1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» Palmelense 0 Alcochete 3 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

20 de abril de 2015

1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» Palmelense 0 Alcochete 3

Fez o seu primeiro jogo como titular…

Ruben Braga com um bis foi o protagonista principal 

O Palmelense, mesmo jogando no seu reduto, não conseguiu evitar a derrota na partida que disputou com o Alcochetense, o actual terceiro classificado, a contar para a 24.ª jornada da competição.

O resultado não surpreende devido à grande diferença de valores existente entre as duas equipas que iniciaram o campeonato com objectivos completamente distintos.

A equipa de Alcochete precavida para qualquer eventualidade iniciou o jogo determinada a vencer mas a equipa da casa mais habituada ao pelado foi-se batendo bem e o primeiro golo dos visitantes, marcado por Ruben Braga [que foi titular nesta partida] só apareceu já muito perto do intervalo. Contudo, será de salientar que a primeira grande ocasião do jogo pertenceu à equipa de Palmela que obrigou o guarda-redes do Alcochetense a fazer uma grande defesa   

Na segunda parte, período em que os jogadores do Palmelense não estiveram tão bem, o Alcochetense marcou mais dois golos; um por Ricardo Dâmaso (65’) e outro de novo por Ruben Braga (75’) que fixaram o resultado final em 0-3.

Nesta partida será de salientar o bis feito por Ruben Braga naquele que foi o seu primeiro jogo como titular pela equipa de Alcochete.

Este resultado em nada alterou a posição das duas equipas na tabela classificativa: o Alcochetense manteve o terceiro lugar com menos nove pontos que Amora e Barreirense que lideram e o Palmelense a penúltima posição com menos nove pontos que Olímpico e Charneca de Caparica e mais cinco pontos que o Arrentela que continua  a transportar a lanterna vermelha.   

Na próxima jornada o Palmelense desloca-se ao Campo da Bela Vista onde defronta o Comércio Indústria e o Alcochetense recebe no seu estádio o Sesimbra.



A OPINIÃO DOS TREINADORES 

EDU MACHADO, treinador do Palmelense:

“Quando não se acredita é quase impossível dar um novo rumo aos acontecimentos”

“Já antevíamos um jogo complicadíssimo porque o Alcochetense tem uma equipa com bons valores e muitas soluções no seu plantel. E também sabíamos que teríamos que ter uma grande tarde para ultrapassar este obstáculo. Penso que o resultado certo ao intervalo era um empate apesar do domínio do Alcochetense porque foi um jogo morno e com poucas oportunidades, sendo a melhor da nossa equipa só evitada com uma defesa do outro mundo do guarda-redes adversário. Acabámos por sofrer o golo no último minuto da primeira parte. Por mais que alertasse e motivasse os jogadores que o jogo ainda não tinha acabado e que teríamos que lutar, não foi possível fazer melhor. O que aconteceu é que nunca mais voltámos a ser equipa e até me pareceu que deixaram de acreditar que seria possível dar a volta ao jogo. Assim torna-se complicado. Fomos para o jogo com 13 jogadores seniores e ao intervalo já tínhamos duas substituições forçadas. Se quem está lá dentro não acredita que lutando e trabalhando se pode inverter as coisas, torna-se ingrato e impossível dar um novo rumo à história. Fica a lição para aqueles que querem evoluir e crescer como jogadores, embora não possa criticar o esforço deles porque no fundo é com o seu coração que tudo fazem pelo clube. Parabéns ao Zé Pedro e ao adversário que tem talvez o melhor plantel do campeonato. O Alcochetense foi de facto um justo vencedor. Para a semana há mais. Continuaremos a trabalhar e a lutar enquanto for matematicamente possível”.

  

ZÉ PEDRO, treinador do Alcochetense:

“Nem a formação já utiliza pelados, quanto mais os seniores”

"Sabíamos que o campo pelado era uma condicionante e que a equipa do Palmelense nos poderia causar alguns problemas. Neste sentido, entrámos fortes e bem organizados defensivamente e demos tempo à equipa para poder fazer golo que acabou por acontecer já perto do intervalo mas antes disso já tínhamos ameaçado com algumas situações do Peter, Ruben Braga e Queijinho. Na segunda parte, voltámos a entrar bem. Depois fizemos o segundo e o terceiro. Num campo difícil os jogadores estiveram muito bem  porque abordaram o jogo com muita seriedade. Mesmo jogando num pelado contra um adversário difícil a vitória é justa. Para a qualidade que existe no futebol distrital é um caso a rever para bem do próprio espectáculo. Nem a formação já utiliza pelados, quanto mais os seniores. É inadmissível. E, por isso, aqui ficam também os parabéns aos meus jogadores pelo grande desempenho que tiveram e pelo resultado que foi muito bom”.



FICHA DO JOGO

Jogo no Campo Cornélio Palma, em Palmela
ÁRBITRO: Fábio Varanda (Barreiro)

PALMELENSE: Gustavo; Pedrinho, Paulo Sousa, Jones, Ruben (Brito, 45’); Nelson, Alex, Gaspar; Grampola, Kevin (Alves, 70’) e Moreira (Vítor Hugo, 25’).
TREINADOR: Edu Machado

ALCOCHETENSE: Rogério Ziotti; Bruno Pais, Miguel Serôdio, Gil, Pedro Henriques; Piqueira, André Queijinho (Milton, 65), Ricardo Dâmaso, Tiago Carvalho (Véstia, 75’); Peter (Willy, 82’) e Ruben Braga.   
TREINADOR: Zé Pedro

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: 0-1, Ruben Braga (40’); 0-2, Ricardo Dâmaso (65’); 0-3, Ruben Braga (75’).




Post Bottom Ad

Responsive Ads Here