CHARNECA DE CAPARICA»» Um clube de sucesso!... - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

18 de abril de 2015

CHARNECA DE CAPARICA»» Um clube de sucesso!...

José Manuel Santos continua como presidente:

CLUBE ANUNCIA NOVOS PROJECTOS PARA UM NOVO MANDATO


O Charneca de Caparica é um dos clubes do concelho de Almada que mais tem crescido nos últimos tempos. Com uma gestão criteriosa [que apresentou na declaração que entregou às Finanças um saldo positivo superior a 5.000 euros], a requalificação das suas instalações e com um quadro de técnicos qualificados o clube não tem parado de crescer a nível desportivo.

Neste momento são 310 os atletas que representam o clube nos diversos escalões e porque o espaço se está curto devido ao elevado número de jovens que procuram a sua escola de formação o clube prepara-se para adquirir outro espaço para treinos, requalificar o posto médico e construir uma nova bancada para as equipas visitantes bem como um parque de estacionamento. Tudo isto faz parte da lista de intenções da nova direcção que vai ser eleita no próximo dia 24 de Abril.

José Manuel Santos, que dirige o clube desde 2009, vai continuar como presidente da direcção e o nosso jornal aproveitou a oportunidade para falar com ele sobre o passado, o presente e o futuro.

“Não estou agarrado ao poder”

O prazo para a entrega de listas concorrentes à eleição dos novos corpos sociais já terminou e não foram apresentadas candidaturas. Qual a análise que faz a esta situação?
O Charneca de Caparica é um clube de certo modo ainda jovem com 27 anos, os sócios mais antigos e fundadores não são frequentadores assíduos, daí talvez o desinteresse ou o desconhecimento em entrarem para os corpos sociais. Gostaria realmente que estivessem mais presentes e que fossem mais participativos, felizmente existem sócios mais recentes com participação activa na vida do clube pelo que se prevê a curto espaço de tempo encontrar alguém que permita dar a continuidade ao nosso trabalho.

E o José Manuel Santos está disposto a continuar?
Estarei sempre disponível. Mas como tenho afirmado por diversas vezes, não estou agarrado ao poder, o meu lugar está sempre à disposição de pessoas capazes e competentes que queiram assumir e que felizmente já abundam no nosso clube. Temos de começar a prepará-las para a continuidade, para que sigam a nossa mística, (servir o clube e não servir-se do clube).

“Já fui convidado para dirigir outras instituições mas sinto-me bem onde estou”


Qual o balanço que faz dos seis anos em que está à frente do clube?
Foi em 2009 que fui eleito presidente. Todos sabemos das condições que existiam na altura: campo e instalações em péssimo estado, equipas sem condições de trabalho, dificuldades em contratar técnicos, jogadores que saíam à primeira oportunidade, mas a partir da data da eleição a direcção arregaçou as mangas e partiu em busca do sucesso, porque acreditámos em nós e aos poucos fomos conseguindo, primeiro credibilizar o clube com as instituições, autarquias, finanças, entidades bancárias e outros parceiros. Depois a requalificação do campo com a colocação do relvado sintético com o grande apoio da Câmara Municipal de Almada e a contratação de técnicos competente que vieram dar outra orientação e qualidade aos nossos atletas. E o êxito está à vista com os vários títulos e a subida dos quatro escalões do futebol 11. De facto o relvado sintético veio dar outra dimensão ao clube mas temos clubes vizinhos que têm condições idênticas ou melhores e estão em péssima situação, que lamentamos. Também já fui convidado para dirigir outras instituições aqui no concelho, mas sinto-me bem e muito honrado em dirigir esta grande instituição que é o CCFC. Isto só é possível com muito empenho e dedicação de todos; dirigentes, técnicos, atletas, familiares e sócios.

“Apresentámos um resultado líquido positivo de 5.400 euros”

Tem sido difícil gerir o clube nestes tempos de crise, em que os apoios não são muitos?
De forma nenhuma. Não é nada difícil a gestão do clube, desde que tenhamos consciência da nossa realidade. Nunca dar o passo maior que a perna, se ganhas 100 tens que gastar 90, nunca 120. Temos consciência que existem clubes no distrito que estão falidos e continuam a contratar e a pagar a jogadores. O Charneca entregou a declaração às finanças com um resultado líquido positivo de 5.407.98€, tendo nós de pagar sobre esse resultado o valor de 1.600.00€. Qual é o clube no nosso distrito que apresenta resultados destes? O mais difícil é sem dúvida gerir as pessoas, mas como somos gente de bem e com bom senso acabamos sempre por dar a volta e seguir o nosso caminho. Quanto aos apoios realmente não são muitos, mas ainda existem alguns, nomeadamente o apoio da nossa Junta de Freguesia, entre outros…

O Charneca de Caparica é considerado por muito boa gente um clube especial e diferente pelo ambiente que respira. Será esta uma das chaves do sucesso?
De facto somos diferentes e isso é agradável. Tem a ver com as pessoas que escolhemos, com o acompanhamento diário às equipas, com as decisões que tomamos ao longo da época, com o carinho especial que temos pelos nossos atletas, com o reconhecimento do trabalho de cada um, com o respeito que temos pelas equipas adversárias e com a nossa forma de estar no futebol. Quando por vezes tenho de tomar uma decisão difícil, vêm logo os críticos para as redes sociais a dizerem que o presidente é isto ou aquilo e muitos nem sequer me conhecem. Mas, isso não me preocupa, pois os que me conhecem e felizmente são muitos, sabem que podem contar sempre comigo. Ninguém duvide, tudo o que faço é sempre em defesa do CCFC e nunca em prol de terceiros, e isso faz a diferença. É claro que pretendemos ganhar, mas não a qualquer custo, existem regras e princípios dos quais não abdicamos. Temos alguns escalões com grupos fantásticos, fortes, unidos e não somos arrogantes. Isto sim, é um dos segredos do sucesso.

“Movimentamos actualmente 310 atletas nos diversos escalões”

Quantos atletas movimenta actualmente o clube nos diversos escalões e qual tem sido o seu desempenho a nível desportivo?
O Charneca movimenta actualmente 310 atletas nos diversos escalões e inscritos na AF Setúbal, sendo que o seu desempenho está dentro dos objectivos traçados no início da época que passa pela manutenção das equipas no futebol de 11 nos seus campeonatos. Quanto ao futebol 7, temos os Infantis a discutirem um lugar na liga de honra e as outras equipas a fazerem campeonatos mais discretos. Na época 2015/2016 vamos apostar forte num projecto, nos escalões de formação, pois são eles o futuro do CCFC.

Falando em pormenor da equipa sénior, que foi obrigada a mudar de treinador e a fazer alguns ajustes ao longo da época, está satisfeito com o seu rendimento até ao momento?
Os objectivos da equipa sénior passaram sempre pela manutenção. Não começámos bem e isso obrigou à mudança de treinador. A equipa é muito jovem mas tem muita qualidade. Com a entrada de alguns jogadores e da actual equipa técnica, criámos condições para alcançarmos os objectivos. Só ficarei satisfeito quando eles estiverem cumpridos.

“Há mais que um jogador a ser cobiçado por clubes de outra dimensão”

No plantel há um jogador que está a ser cobiçado por clubes de divisões superiores e a sua transferência esteve eminente mas acabou por não ser consumada. Porquê?
Felizmente há mais que um jogador a ser cobiçado por clubes de outra dimensão. Neste momento, o Charneca tem no seu plantel alguns jogadores com qualidade acima da média e com grande margem de progressão que estão a ser observados, existindo já acordos entre o Charneca e os clubes pretendentes com a condição de terminarem a época no CCFC.

Como é que perspectiva o clube para os próximos tempos e quais os seus projectos futuros?
O Charneca ainda não chegou a meio do seu percurso e das suas ambições. Preparamo-nos para adquirir outro espaço para treinos derivado à elevada aderência de jovens à nossa escola de formação. Vamos também avançar com a requalificação e construção do posto médico, bancada para os visitantes e o parque de estacionamento. Por agora!

Que ficou ainda por dizer nesta conversa?
Nada mais a acrescentar. Quero agradecer publicamente aos cinco elementos que fizeram parte da direcção anterior [que estão de saída] pelo seu trabalho e desempenho que demostraram ao serviço do CCFC e dar as boas vindas aos cinco elementos que vão entrar, por acreditarem no nosso projecto. O CCFC não vai parar de crescer!



Post Bottom Ad

Responsive Ads Here