MASTERFOOT»» Ligas de Futebol de 7 e Futsal - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

16 de abril de 2015

MASTERFOOT»» Ligas de Futebol de 7 e Futsal

Futebol de 7 - 2.ª jornada analisada à lupa…


Clube Falcons e Airchave empatam a 5 no jogo grande da jornada


Depois da excelente exibição da semana passada, o Jumbo entrou em campo para defrontar os Bubadolas que venderam cara a derrota no desafio frente aos Falcons e estavam por isso motivados para o desafio desta jornada. Entrou melhor o Jumbo e aos 10 minutos já vencia por 2-0, com um bis de Pelé. Os Bubadolas entraram finalmente no jogo e Paulo Lory reduziu. Pelé completou o hattrick num grande passe de Fábio Coelho mas Sérgio Silva voltou a reduzir em cima do intervalo. A primeira parte foi de superioridade do Jumbo que criou várias situações de golo que só uma grande exibição de Miguel Remizio permitiu à sua equipa manter-se no jogo. Contudo a segunda parte foi de maior balanceamento dos Bubadolas à procura do empate e o Jumbo explorou os espaços concedidos aumentando a contagem com Pelé a fazer uma “manita” em grande destaque no desafio. Vitória justa dos comandados de Joaquim Poejo.

Quem perspectivava um desafio de grande qualidade eram os Amigos Airchave e o Clube Falcons. Os Airchave, campeões do torneio passado, entraram este ano na prova para defrontar um dos estreantes que promete fazer coisas boas nesta prova. Começou melhor os Falcons a tomar conta do jogo e aos 4 minutos Lucas Tony abriu o marcador. Pouco depois Hugo Lúcio numa grande penalidade à Panenka empatou com Ricardo Silva no minuto seguinte a devolver a liderança à sua equipa. Remontada dos Amigos ainda antes do intervalo com o inevitável Jorge Joca a facturar e Hugo Lúcio a colocar a equipa na frente. Os Falcons vieram à procura do jogo e quem aproveitou foi Joca a aumentar para 4-2 logo no recomeço. Ricardo Silva voltou a reduzir mas o golo de Huguinho a fazer o 5-3 parecia resolver a partida. Contudo os pupilos de Roberto Silva assumiram o jogo e partiram declaradamente à procura do prejuízo e Ricardo Silva completou um hattrick com Niki Lau, já em cima da hora, esguio e muito veloz a aguentar o choque atirou para o empate que divide pontos num grande jogo de futebol muito bem disputado de início ao fim.

Quem entrava a seguir em campo de orgulho ferido era o Factor Linha. Os campeões regionais empataram na primeira jornada depois de estarem a vencer por 4 golos de diferença mas pela frente iriam ter o Zézé +9, equipa sempre organizada e que promete crescer de jogo para jogo neste campeonato. Contudo a superioridade do Factor Linha foi inquestionável de início ao fim. Com grande qualidade em todos os sectores, realizaram um jogo de muito e bom futebol colectivo, com Nuno Silva a brilhar com um hattrick digno de um avançado felino e matador. Os Zézé procuravam reduzir perdas, conseguiram criar algumas situações para golo, mas Mami foi evitando males maiores para a sua equipa que realizou uma excelente partida e venceu de forma esclarecedora fazendo a maior goleada até então na prova.

Também a querer provar que o primeiro jogo foi um deslize, o Bórógódó defrontava os vencedores da Liga Europa, os Pessanhas. O jogo começou logo com um golo de Eldry, que bisou pouco depois com Izunildo a fazer o 3-0 ainda nos primeiros 20 minutos. Entrada muito forte dos pupilos de Paulo Gaspar que foram para o intervalo a vencer de forma confortável. Os Pessanhas estavam a sentir problemas em entrar no último reduto do Bórógódó e o futebol colectivo da equipa não estava a surtir os efeitos desejados. Quem brilhou a grande nível foi Eldry que completou um poker, também com a locomotiva Abdul Jalil em grande nível e uma vitória clara do Bórógódó frente aos Pessanhas que não tiveram um jogo feliz mas vão certamente melhorar de jogo para jogo.
No último jogo da jornada, entravam muito motivados o CRUC depois do empate na estreia frente ao Factor Linha mas tinham pela frente os Talhos Mariete, que também venceram na estreia os Zézé. O jogo começou com a partida dividida e João Costa adiantou a sua equipa no jogo. Pouco depois Miki João num pormenor delicioso de calcanhar empatou o desafio. Os Talhos praticavam um bom futebol num jogo que estava a ser disputado a excelente intensidade e já na 2ª parte Fábio Bronze recebeu um grande passe de Koki e fuzilou as redes de Ricardo Ciriaco. Grande golo. Pouco depois o mesmo Bronze num remate surpreendente de longe fez um golaço e aumentou a contagem. O CRUC não desistiu, Rui Santos reduziu num golo oportuno mas Koki num contra-ataque aumentou a contagem. Já perto do apito final Bruno Oliveira voltou a colocar tudo na diferença mínima mas os Talhos aguentaram o jogo até final e voltaram a vencer.

Futsal - 10ª Jornada

A equipa do Factor Linha estava obrigada a vencer o David dos Pneus para depender apenas de si mesma para atingir o primeiro lugar nesta fase regular. Já o David dos Pneus via aqui uma boa hipótese de conseguir pontuar na perspectiva de poder atingir o quarto lugar. O jogo começou a bom ritmo com o Factor Linha a assumir as despesas do desafio e rapidamente chegou à vantagem por José Viegas. O esquerdino da equipa estava endiabrado e voltou a fazer o gosto ao pé intervalado com um golo de João Fernandes. Com 3-0 ao intervalo e com Viegas a voltar a marcar logo no recomeço deixou uma vantagem tranquila à equipa mas os rapazes do David dos Pneus nunca baixaram os braços e partiram para cima com Mário Penetra a fazer um grande golo, Lino a reduzir, Penetra a voltar a marcar e Pedro Cruz já perto do fim a empatar. Grande reviravolta no jogo! O Factor Linha sentiu o toque e assumiu as despesas José Viegas que numa excelente exibição e num remate forte de fora da área deu os três pontos à sua equipa.


No jogo grande da jornada os CTT Almada estavam motivados depois da vitória na semana anterior e necessitavam de ganhar para garantir desde já o playoff. Pela frente teriam o líder da prova, o Jumbo, que mantém a perspectiva de poder terminar no primeiro lugar deste playoff. O jogo começou dividido, com ambas as equipas a não arriscarem muito em termos ofensivos mas o Jumbo assumiu as despesas do jogo. Confortáveis a defender e a sair em contra-ataque os CTT souberam explorar essa organização para sair em duas transições e fazer dois golos, por Luís Januário e Vítor Oliveira num golo monumental. O intervalo chegou com os CTT a vencerem por 2-0 mas a entrada do Jumbo foi muito forte na segunda parte. Kalu libertou-se e mais entrosado com os companheiros reduziu, deu a Válter o empate e fez ele mesmo a reviravolta no marcador. Os CTT sentiram o golo e não conseguiram manter a concentração com o Jumbo a partir para um resultado expressivo e para uma vitória justa face ao praticado na 2ª parte.


Post Bottom Ad

Responsive Ads Here