1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» SESIMBRA 1 BARREIRENSE 2 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

20 de abril de 2015

1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» SESIMBRA 1 BARREIRENSE 2

Sesimbra lutou sempre com muita dignidade até ao fim…

Amadeu e Bailão foram mais uma vez os suspeitos do costume

O Barreirense tinha uma deslocação bastante difícil ao Estádio Vila Amália, em Sesimbra, mas acabou por sair-se bem porque conseguiu o seu objectivo que passava pela conquista dos três pontos para não perder espaço em relação ao Amora que jogava em casa com a União Banheirense.

As coisas correram bem e a equipa orientada por Pedro Duarte segurou a liderança da competição nas vésperas do importante compromisso com o Amora que se realiza no próximo domingo, na Verderena.

Os golos só aconteceram no decorrer da segunda parte. Amadeu, aos 55 minutos colocou o Barreirense na frente do marcador que só voltou a funcionar por volta dos 70 minutos por Bailão na cobrança de uma grande penalidade que na opinião dos sesimbrenses deixou muitas dúvidas. O Sesimbra que nunca deixou de lutar por um resultado diferente acabou por ver o seu esforço premiado com o golo de honra marcado por Miguel Correia também na cobrança de uma grande penalidade assinalada por mão na bola de um jogador do Barreirense, precisamente na última jogada do desafio.

Com a vitória conseguida o Barreirense segurou o primeiro lugar da tabela classificativa e o Sesimbra desceu para o 12.º lugar, sendo ultrapassado nesta jornada pelo Beira Mar de Almada.

Na próxima jornada o Sesimbra desloca-se a Alcochete e o Barreirense, como já foi referido, recebe na Verderena o Amora num jogo extremamente importante para as duas equipas que se encontram igualadas no primeiro lugar da tabela classificativa. Apesar de faltarem ainda seis jornadas para o fim do campeonato não restam dúvidas que este jogo poderá já clarificar alguma coisa em relação às suas ambições que passam naturalmente pela conquista do título.


A OPINIÃO DOS TREINADORES

ALFREDO ALMEIDA, treinador do Sesimbra:

“Neste domingo demonstrámos que não nos encolhemos perante ninguém”

“Íamos defrontar na minha opinião a equipa mais forte deste campeonato. Trabalhámos durante a semana para anular o Barreirense e o certo é que não foi com facilidade que levou os três pontos de Sesimbra. Na primeira parte Barreirense teve três ocasiões de golo, fruto de um canto e duas desatenções nossas, mas não conseguiu entrar com futebol trabalhado na nossa defensiva, procurando muita vez o jogo directo para o Amadeu porque o seu meio campo estava a ser anulado por nós visto não deixarmos os homens dos corredores, principalmente Ruben e Danilo, serem servidos com qualidade. Neste capítulo, e sem bola, estivemos bem no meio campo e também a fechar os dois laterais do Barreirense sempre que perdíamos bola. Ainda na primeira parte tentámos chegar algumas vezes à baliza adversária. Sabíamos que não ia ser fácil mas conseguimos chegar com critério ao último terço onde incomodámos a defensiva contrária e assistiu-se a uma primeira parte agradável onde se registava o nulo ao intervalo. Na segunda parte, num lance aos 55 minutos, onde podíamos ter evitado o canto, o Barreirense chega ao 1-0, por Amadeu. O Sesimbra não se encolheu e foi procurar o empate [que poderia ter acontecido] tendo crescido e equilibrado o jogo novamente com alguns cantos e livres laterais, fruto de um bom trabalho ofensivo. Depois, quando faltavam sensivelmente 15/20 minutos para o final, o árbitro assinalou um penalti a favor do Barreirense que deixou todos com grandes dúvidas, pois se há contacto entre o defesa do Sesimbra e o avançado do Barreirense, também é claro que o defesa em primeiro lugar corta a bola enviando-a para fora do raio de acção. Portanto, foi um penalti muito duvidoso que Bailão aproveitou para fazer o 2-0, acabando praticamente com as nossas aspirações. Mesmo assim, fruto de uma grande atitude e entrega ao jogo, os meus jogadores não se vergaram e procuraram sempre jogar e contrariar o poderio do adversário chegando ao golo no último lance do jogo fruto de penalti [que não deixou qualquer dúvida] por mão na bola de um adversário e Miguel Correia reduziu para 1-2. Penso que trabalhamos bem perante uma excelente equipa. Trabalhando desta forma rapidamente os pontos irão aparecer. Resta trabalhar durante a semana com entrega para domingo procurarmos trazer pontos de Alcochete, outro adversário forte. Neste domingo demonstrámos que não nos encolhemos perante ninguém. Parabéns ao Barreirense pela liderança no campeonato. Agora vamos tentar transformar a tristeza dos meus atletas no final do jogo em motivação para o próximo”.



PEDRO DUARTE, treinador do Barreirense:

“Vitória justíssima obtida num campo difícil contra uma equipa muito aguerrida”

“Sabíamos que íamos encontrar uma equipa que está muito bem organizada, aguerrida e muito difícil de bater no seu campo. Entrámos no jogo determinados a mostrar que estávamos dispostos a alcançar a vitória. Mesmo com o relvado em más condições (relva muito alta e irregular), conseguimos criar boas situações de envolvimento chegando várias vezes com perigo à baliza adversária, tivemos sempre o controle do jogo durante os primeiros 45 minutos, mandámos duas bolas ao poste e vimos o guarda-redes do Sesimbra fazer duas ou três boas defesas, enquanto o Sesimbra tentava criar perigo em situações de bola parada mas sem resultados, devido sobretudo à grande entrega e organização da nossa equipa. Na segunda parte voltámos a entrar muito fortes e aos 55 minutos fizemos o golo. Depois, o Sesimbra reagiu mas nós estivemos sempre muito organizados tacticamente e nunca demos espaço para nos criarem perigo. Tivemos sempre o controle do jogo e mais situações de perigo para fazermos o segundo golo, que só surgiu aos 75 minutos. Dai até ao final, o Sesimbra arriscou tudo e nós tivemos três ou quatro situações em que poderíamos ter feito o terceiro golo. Não fizemos e acabámos por sofrer numa grande penalidade já no último minuto de descontos que resultou no golo do adversário. Portanto, foi uma vitória justíssima obtida num campo muito difícil, contra uma equipa muito aguerrida e bem orientada pelo Alfredo. Parabéns aos meus jogadores que mais uma vez foram enormes em todos os aspectos”.


FICHA DO JOGO
Jogo no Estádio Vila Amália, em Sesimbra
ÁRBITRO: João Marques (Almada /Seixal), auxiliado por Rui Nunes e Micael Rechena

SESIMBRA: Gonçalo; Fábio, César (Pólvora, 85’), Tiago Neto, Rão; Casaca, Sandro, Nuno Dias (Jardel, 70’); Sérgio Zeferino, Miguel Correia e Bernardo Mata.
TREINADOR: Alfredo Almeida

BARREIRENSE: Kevin; Carlos André, Bruno Costa, Fragoso, Bailão; Crisanto, Maside, David Pinto (Capitão-Mor. 75’); Ruben Guerreiro (Pombo, 90’), Amadeu e Danilo (Fabrício, 69’). 
TREINADOR: Pedro Duarte

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: 0-1, Amadeu (55’); 0-2, Bailão (78’) gp; 1-2, Miguel Correia (90+4’) gp.


<

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here