2.ª DIVISÃO DISTRITAL»» Paio Pires 2 Lagameças o

Na ausência de Djá valeram os defesas…

PAIO PIRES VENCE COM DOIS GOLOS MARCADOS DE BOLA PARADA

O Paio Pires derrotou o Lagameças por 2-0 em jogo relativo à 8.ª jornada da segunda fase do campeonato distrital da 2.ª divisão cumprindo assim a sua obrigação devido à diferença pontual existente entre as duas equipas, que têm objectivos completamente distintos.

A vitória da equipa paiopirense não merece qualquer tipo de contestação porque foi superior mas os números finais dão a ideia de que o jogo não foi tão fácil como à primeira vista se poderia pensar tendo em conta os últimos resultados da equipa de Lagameças que havia sofrido 16 golos nos dois últimos jogos [oito em cada um deles].

A postura dos jogadores do Lagameças e a ausência de Djá (Paio Pires), o melhor marcador do campeonato, foram factores determinantes para o escasso numero de golos marcados,

Os golos que ditaram a vitória do Paio Pires foram obtidos ambos em situações de bola parada, um em cada parte. O primeiro num penalti convertido por Neves quando estavam decorridos apenas 12 minutos de jogo e o segundo aos 81 na sequência de um pontapé de canto ao qual correspondeu da melhor maneira Caldeia.

Na ausência do melhor goleador, que nem sequer foi convocado para esta partida, valeu a intervenção dos defesas [Neves e Caldeira] que construíram a vitória que mantém a equipa envolvida na luta pela subida de divisão.

Na próxima jornada o Paio Pires viaja até Sines para defrontar o Vasco da Gama numa partida de extrema importância para ambos e o Lagameças recebe o Moitense.


A OPINIÃO DOS TREINADORES

CARLOS NEVES, treinador do Paio Pires:

“Apesar do resultado ter sido escasso fiquei satisfeito com os jogadores”


“Foi um jogo em que fomos superiores ao adversário em todas as fases do jogo, quer em processo ofensivo como em processo defensivo. Fizemos dois golos e poderíamos ter feito muitos mais, mas o mais importante, depois de uma derrota, foi respondemos com uma vitória. Apesar do resultado ter sido escasso para as oportunidades que criámos fiquei satisfeito com os jogadores porque demonstraram competência e o perfil que é necessário para atacar as seis finais que temos. Uma palavra para o Lagameças que foi um justo vencido porque vendeu cara a derrota e teve sempre uma grande atitude do primeiro ao último minuto. E, por último, uma outra palavra aos meus jogadores porque com todas as contrariedades surgidas têm conseguido manter a qualidade e a competência, continuando na luta”.


ANTÓNIO ESTRELA, treinador do Lagameças:

“Os jogadores foram uns verdadeiros heróis pela atitude, vontade e qualidade que colocaram em campo”

“Assistiu-se a um bom jogo de futebol em que acabámos por perder através de dois golos de bola parada. Foi um jogo muito disputado com mais posse do Paio Pires mas com o Lagameças em transições rápidas a colocar sempre em respeito o adversário. Mesmo com a obtenção do primeiro golo o cariz do jogo não se alterou. A segunda parte foi jogada da mesma forma com o resultado sempre em aberto. O jogo só ficou resolvido perto do fim com a obtenção do segundo golo do Paio Pires. Gostava de deixar uma palavra de agradecimento aos meus jogadores. Com todos os problemas que temos tido e hoje só tínhamos 13 jogadores, sendo dois deles guarda-redes e um que estava doente, foram uns verdadeiros heróis pela atitude, vontade e qualidade que colocaram em campo. O meu muito obrigado a todos”.


FICHA DO JOGO
 
Jogo no Campo Vale d’Abelha, em Paio Pires
ÁRBITRO: André Pagaime (Pinhal Novo)

PAIO PIRES: Damas; Neves, Fernando, Caldeira, Odair; Rafael (Bruno César 85’), Sidney, Nazário; Adilson (Miguel 85’), Luís (Vítor Silva, 85’) e Filipe Pinto.
TREINADOR: Carlos Neves

LAGAMEÇAS: Hélio Marques; Pilinhas (Carapinha, 71’), Pinto, Marcos, Teixeirinha; Curado, Balseiro, Hugo; Fabinho, Dani e Bruno Barros.
TREINADOR: António Estrela

Ao intervalo: 1-0
Marcadores: 1-0, Neves (12’) gp; 2-0, Caldeira (81’)



Share on Google Plus