2.ª DIVISÃO DISTRITAL»» Alcacerense 0 V. Gama 1

Alcacerense só cedeu perto do fim…

Vasco da Gama teve que esperar 80 minutos para chegar ao golo

O Atlético Alcacerense que na jornada anterior havia marcado oito golos nesta jornada ficou em branco e acabou por perder com o Vasco da Gama de Sines por uma bola a zero em jogo relativo à 8.ª jornada da segunda fase da competição.

O golo da equipa vascaína que deu a vitória foi alcançado apenas no decorrer da segunda parte, a cerca de dez minutos do fim por intermédio de Denis que havia saltado do banco momentos antes.

A equipa de Alcácer do Sal, que ficou reduzida a 10 jogadores por expulsão de Carlos logo seguir ao golo do adversário, ainda procurou alterar o rumo dos acontecimentos exercendo alguma pressão sobre o Vasco da Gama mas este defendeu-se bem e acabou por garantir os três prontos.

Com a vitória alcançada a equipa do litoral alentejano encurtou a distância em relação a algumas das equipas que seguiam à sua frente nomeadamente aos Pescadores e à ADQC. O Vasco da Gama continua em quarto lugar com 27 pontos mas está apenas a dois pontos do Paio Pires e da ADQC que são os seus principais adversários porque os Pescadores já não contam para nada dada a vantagem que possuem sobre os segundos classificados.

Na próxima jornada o Alcacerense desloca-se à Costa de Caparica para medir forças com os Pescadores e o Vasco da Gama recebe o Paio Pires naquele que será o jogo grande da jornada.  




A OPINIÃO DOS TREINADORES:
  
SANDRO MENDES, treinador do Alcacerense:

“Na segunda parte o V. Gama acusou alguma ansiedade”

“O Alcacerense entrou bem, assim como o adversário. Fomos procurando fazer o nosso jogo que a espaços foi bem conseguido com jogadas interessantes de ambos os lados mas com sinal mais do Vasco da Gama que poderia ter chegado ao golo em dois lances em que o Alex esteve muito bem. O Alcacerense também incomodou algumas vezes  mas sem criar grande perigo. Na segunda parte voltámos a entrar bem e ganhámos algum controlo no jogo. Notava-se alguma ansiedade do V. Gama, nós criámos algumas situações de golo que não concretizámos e seguiu-se um período em que a bola andou longe das duas balizas mas num lance completamente inofensivo o V. Gama consegue chegar ao golo, numa jogada de contra-ataque. Tivemos uma excelente reacção e embora tivéssemos ficado reduzidos a 10 jogadores estivemos sempre em cima do adversário criando muito perigo através de jogadas bem conseguidas e com alguns lances que deixaram algumas dúvidas. O V. Gama defendia como podia e nós não conseguimos marcar. Há que dar os parabéns à minha equipa pelo esforço e entrega e ao V. Gama porque ganhou”.



FERNANDO CANDEIAS, treinador do Vasco da Gama:

“Para nós a vitória era fundamental”

“Para nós era fundamental a vitória. Sabíamos que íamos defrontar uma equipa difícil porque tem bons jogadores. A qualidade do jogo nem sempre foi muito boa devido ao facto do relvado sintético não ter sido regado. Isso deixou-me um pouco surpreendido porque não estamos a defender o espectáculo porque a bola não rola e por outro lado porque coloca a integridade física dos jogadores em risco. Foi um jogo com história até aos 80 minutos com o Vasco da Gama a tentar sempre chegar à vitória e o Alcacerense a tentar evitar o golo que acabou por surgir de forma merecida. Depois nos últimos dez minutos foi um jogo mais incaracterístico com o Alcacerense a tentar chegar ao empate e nós a procurar segurar a vantagem que se justificava plenamente”.




FICHA DO JOGO

Jogo no Campo Municipal, em Alcácer do Sal
ÁRBITRO: Diogo Trancadas (Pinhal Novo)

ALCACERENSE: Alex; Laurent (Bruno, 55’), Zé Figueira, Xavier (Nuno, 45’), Mosca; Sandro, (Luís Paulo, 45’), Nelson, Carlos; Pato (Pedro, 65’), Marcelo e Vítor.
TREINADOR: Sandro Mendes

VASCO DA GAMA: José Manuel; Mateus, João Nunes, Valdir, Miguel, Flávio Alexandre, Ruben Guia (Carlos Ferreira, 65’), Paulo Duarte; Márcio Madeira, Pedro Alves (Chalana, 88’) e Mauro Luz (Denis, 65’)
TREINADOR: Fernando Candeias

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: 0-1, Denis (80’).


Share on Google Plus