1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» Amora 3 U. Banheirense 0

Balela marcou um golo de antologia…

Vitória importante nas vésperas do encontro com o Barreirense

O Amora, depois da derrota sofrida na jornada anterior em Santiago do Cacém, regressou às vitórias frente ao União Banheirense, um adversário sempre incómodo que acabou por cair só na segunda parte, período em que aconteceram todos os golos.

A vitória não merece qualquer tipo de contestação porque a equipa azul foi superior ao seu adversário, controlou praticamente sempre o jogo e dispôs de mais e melhores ocasiões de golo.

A primeira parte decorreu com algum equilíbrio e jogo desenrolou-se de forma repartida pelos dois meios campos mas com maior ascendente do Amora que criou a primeira grande situação aos 13 minutos com Balela a atirar à base do poste na sequência de um pontapé de canto cobrado por Carlitos.

A equipa da Baixa da Banheira procurava surpreender no contra-ataque mas mostrou-se pouco activa perante uma defesa que não dava grandes espaços. O jogo decorria grandes oportunidades de golo mas até ao intervalo a bola ainda rondou com algum perigo a baliza da União Banheirense, por duas vezes; a primeira aos 24 minutos num cruzamento de Nascimento para o coração da área com Joca a cabecear ligeiramente ao lado e a segunda, aos 27 minutos, com Pedro Andrade, com uma grande defesa, a evitar que Miguel Abreu marcasse na cobrança de um livre.    

Na segunda parte o Amora tentou imprimir mais velocidade ao jogo na tentativa de chegar ao golo o mais cedo possível e aos 61 minutos colocou-se em vantagem com um golo de Formiga, a concluir uma boa jogada colectiva onde intervieram também Joca e Lacão, que havia entrado na partida três minutos antes.

Logo a seguir ao golo, Rui Fonseca troca Ailton [que já estava amarelado] por Zé Carlos e logo a seguir faz sair Sarico [um defesa] para entrar Nico [avançado] na tentativa de alterar o rumo dos acontecimentos mas de facto de nada valeu por passado algum tempo o Amora chega ao 2-0, num penalti cobrado por Joca, a punir falta cometida por Honório sobre Carlitos, que originou também a expulsão do jogador visitante por acumulação de amarelos.

A partir daqui o Banheirense rendeu-se e o Amora aproveitou para ampliar a vantagem com um golo de antologia marcado por Balela, aos 84 minutos, com um remate em jeito efectuado do bico da grande área que não deu qualquer hipótese ao guardião contrário.

Portanto, foi uma vitória inteiramente justa do Amora sobre um adversário que deixou uma boa imagem no Estádio da Medideira mas revelou pouco atrevimento em termos ofensivos.

André Duque e seus auxiliares realizaram um trabalho sem motivos para grandes reparos; ou seja, estiveram quase sempre bem.

Na próxima jornada o Banheirense recebe o Charneca de Caparica e o Amora desloca-se á Verderena para defrontar o Barreirense num jogo que está a ser aguardado com grande expectativa pelo facto de se defrontarem os dois primeiros classificados e da importância que pode vir a ter no que respeita à atribuição do título.


A OPINIÃO DOS TREINADORES:
Vídeo: Hugo Cruz


RESUMO DO JOGO

Vídeo: Nelson Patriarca


FICHA DO JOGO

Jogo no Estádio da Medideira, em Amora
ÁRBITRO: André Duque (Núcleo de Almada / Seixal)), auxiliado por Joaquim Gato e Jonathan Babo

AMORA: Madureira; Balela, Freire, Alex, Jandir; Miguel Abreu (André Dias, 79’); Serginho, Joca; Carlitos (Pedro Pereira, 76’), Formiga e Nascimento (Lacão, 58')
Suplentes não utilizados: Rafael, Láudio, Filipe, Paulo Tavares
TREINADOR: Pedro Amora

UNIÃO BANHEIRENSE: Pedro Andrade; Sarico (Nico, 65'), Honório, Bertrande, Morgado; Abu, Daniel Lourenço, Nelson; Marinho, Bandeira e Ailton (Zé Carlos, 62').
Suplentes não utilizados: Flávio, Coelho, Rachid, Ruben, Imildon
TREINADOR: Rui Fonseca

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: 1-0, Formiga (61'); 2-0, Joca (76') gp; 3-0, Balela (84').
Disciplina: cartão amarelo para Honório (26 e 75'); Joca (39'); Ailton (43'); Lacão (65'); Abu (90+2'). Cartão vermelho para Honório (75').





Share on Google Plus